… Carnaval dos Animais – Saint-Saëns

31 07 2011







……. e há mais…





Campeonato europeu de ciclismo em pista (júniores e sub/23)

31 07 2011

A decorrer neste fim de semana em Sangalhos, Anadia, Portugal.


Repito aqui os comentários que deixei no facebook.

Nunca tinha visto ao vivo ciclismo de pista e nem sabia que tínhamos um velódromo novinho em folha (2007) em Sangalhos: quanto à modalidade, não tem nada a ver com o que se vê em televisão. É emocionante dada a velocidade atingida ( e houve quedas até dizer chega na sexta feira…).

Claro que é preciso alguma paciência para encontrar o caminho até Sangalhos, o GPS não conhece algumas rotundas. O percurso a partir de VN de Poiares não é fácil, a estrada é de montanha, talvez seja mais acessível a partir de Coimbra . Publicidade a nível de jornais generalistas: nada. Publicidade em TV: nada. Resultado: só estava a família dos ciclistas , alguns locais e nós. Graças à paixão do meu companheiro pelo ciclismo, foi possível saber do acontecimento e assistir ao mesmo na sexta feira. As fotos são dele, embora a escolha das mesmas seja minha. Não escolhi as mais definidas, mas aquelas que nos mostram a inclinação da pista e momentos que me pareceram interessantes.


Fotos de SVD





Parlamento

29 07 2011

Primeiro comentário:
Interessante ver , pela primeira vez, uma mulher na presidência daquele que é ou devia ser, o orgão essencial do Estado de Direito.
Segundo comentário:
Muito positivo estarem reunidos em pleno período de férias.
Terceiro comentário
A.J. Seguro: esta pessoa estaria tão ocupada com o aparelho do PS que não se lhe ouviu a voz em relação ao seu próprio partido quando estava no governo: qual o programa de crescimento do país na gestão anterior de Sócrates?





Twilight

28 07 2011




O tubarão e o polvo

28 07 2011




Profs que pediram reforma: há coleguinhas a salivar pelo vosso horário

27 07 2011

Pois é muito chato haver gente à nossa frente no cinema, quando a sala está cheia e não se pode ir ocupar um qualquer lugar vazio sem obstáculos à frente. Chatice… Pois , o interesse dos miúdos , claro,… é isso que move quem tem a lata de falar de colegas que pediram reforma dizendo que “deviam arranjar-lhes um serviço qualquer”. No meu tempo (he he, dá certo gozo dizer isto agora…) as escolas já não reservavam horários para quem tivesse já pedido a reforma no ano anterior. Mas agora já não é assim? Não será antes outra coisa? Não estarão em baixa médica sem pedido de reforma? É que o sistema permite isso, e então batatas, têm mesmo que se reservar horários para quem de direito, ou seja os professores do quadro de escola… Mas voltemos aos servicinhos: limpar livros da biblioteca parece-me um trabalho honesto, pois então, claro que sim, … não se desse o caso de muitos (mesmo muitos, demasiados)  dos professores que se reformam antes do tempo (por má sorte dos coleguinhas mais novinhos) serem bons, muito bons e excelentes professores em sala de aula, e que por sinal também têm (azar dos colegas) mais tempo de serviço.

A idade não será posto mas o tempo de serviço é considerado em todas as profissões, talvez porque a experiência é importante no percurso profissional, não sei, …que acham,.. talvez… ou acham que não? Os mestrados é que deviam contar? (E há cada mestrado, e há cada doutoramento que nem mestrado seria noutro contexto, Deus Nosso Senhor nos valha).  Possivelmente alguns desses professores que pediram a reforma porque se fartaram do caos , do facilitismo, do laisser-faire e do lambebotismo  não adivinharam algo que ainda hoje parece impossível: aparecer um Crato a fazer voltar o sistema de ensino ao necessário rigor , exigência e inerente disciplina. Em todos os cursos, também nos profissionais onde  sabemos que o regabofe impera. Ainda me custa a acreditar que Crato consiga inverter o rumo da pesada máquina do eduquês e interesses estabelecidos inerentes… confesso que acho muito difícil mesmo a tarefa que tem pela frente. Mas voltemos aos servicinhos:  sala de estudo sem qualquer plano, apenas estar lá, por exemplo… pintar as balizas  e coisas semelhantes para os de educação física. Pintar paredes para os de educação visual… Sobravam desta forma uns horários de cursos normais porreirinhos para os coleguinhas que …de outra forma, têm de concorrer. Chatice. Eu acho que os miúdos talvez tenham a sorte de encontrarem professor contratado jovem e com ética quiçá melhor do que os tais que querem dar servicinhos aos colegas mais antigos. Serão eles profs já  na carreira, mas com gente a barrar-lhes o caminho para o assalto ao horário fresquinho…  Ou serão contratados de recondução? Quadros de região? Quadros de escola mais novos que ficam com horários zero e têm de concorrer…?

 E porque não dar-lhes uns servicinhos na próxima colocação ou se não ficarem colocados?





EDP : só lucros ? Então e a dívida?

27 07 2011

Público:

«Bolsa
Resultado da EDP Renováveis mais do que duplica no primeiro semestre
27.07.2011 – 08:17 Por Lusa

O lucro da EDP Renováveis mais do que duplicou no primeiro semestre deste ano, atingindo os 90 milhões de euros, anunciou hoje a empresa.

[…]

As receitas da EDPR subiram 18 por cento, para 547 milhões de euros, enquanto o EBITDA (lucro antes de juros, impostos, depreciações e amortizações) aumentou 19 por cento, para quase 409 milhões de euros.

A empresa adiantou ainda que, no final do semestre, a dívida líquida ascendia a 3,2 mil milhões de euros.»

A dívida aparece lá no fim do artigo. O destacado é meu.

Sem comentários.

P.S. : Era para ser sem comentários mas não resisti em deixar um no Público on line, que não sei se vai ser publicado. É grande demais talvez, por isso reproduzo aqui:

Esses gestores fazem o mesmo seja no público seja no privado. Somos nós que pagamos a factura quando não há concorrência. Os prémios dos gestores são considerados despesa e não participação nos lucros. Os lucros são os dividendos dos accionistas que, entretanto, vão vendendo e comprando no bolsa, e não fazem perguntas, como por exemplo, como vai a dívida? Vai bem obrigada, desde que eles também encaixem os dividendos… a dívida, alguém irá pagar, adivinhem quem…
Entretanto lá em casa, fazemos o mesmo, uma vez paga a prestação da casa, vamos de férias com o que nos “sobra” ao fim do mês (quando e se sobrar). A nossa gestão doméstica também nos diz que temos “lucro”. Pena a casinha não estar paga e a futura taxa de juro de referência ser uma incógnita…mas nós também arrecadamos os ” prémios”, como por exemplo jantar fora, cinema, festival de música do filhote, etc.Não são prémios, são despesas, cada um à sua medida.