Davis, Menuhin – Beethoven violin concerto nr 1

9 08 2008

[Youtube=http://www.youtube.com/v/2Z5a-tLV7IY&hl=en&fs=1]
[Youtube=http://www.youtube.com/v/S9gZ-mzJ0QY&hl=en&fs=1]
[Youtube=http://www.youtube.com/v/xSu8yFiwzJE&hl=en&fs=1]

Alguns problemas de som. Menuhin, Beethoven concerto nº1 para violino, só há este no Youtube. A partir de hoje e durante o resto do mês de Agosto não vou ter grandes hipóteses de postar, por isso aqui fica o concerto completo (se bem me lembro só tem estes 3 andamentos).





Salgueiro Maia: a afirmação da singularidade

9 08 2008

Não há data nenhuma a comemorar mas lembrei-me de Salgueiro Maia e do salto no vazio que deu, já que não consta que tivesse uma bola de cristal ou viajasse no tempo para saber que o golpe iria ser vitorioso. Promovido a capitão por serviço na frente, em África. Não foi, portanto, um miliciano que passou da faculdade para o quartel (não desfazendo, claro está, no  percurso dos milicianos, a intenção deste post não é ofender ninguém, tanto mais que, sendo mulher, a ameaça da frente de África não pairava em cima da minha cabeça, mas nas dos meus colegas da universidade).

Na wikipédia:

Madrugada de 25 de Abril de 74, parada da Escola Prática de Cavalaria, em Santarém:

“Há diversas modalidades de Estado: os estados socialistas, os estados corporativos e o estado a que isto chegou! Ora, nesta noite solene, vamos acabar com o estado a que chegámos. De maneira que quem quiser, vem comigo para Lisboa e acabamos com isto. Quem é voluntário sai e forma. Quem não quiser vir não é obrigado e fica aqui.”

Todos os 240 homens que ouviram estas palavras, ditas da forma serena mas firme, tão característica de Salgueiro Maia, formaram de imediato à sua frente.Depois seguíram para Lisboa e marcharam sobre a ditadura.

Grã cruz disto e daquilo deram-lhe. Alguém sabe com que graduação foi enterrado?





Avaliação de profs

9 08 2008

Foi com agrado que verifiquei que volta a acontecer na blogosfera o debate em torno da construção de uma alternativa a esta avaliação de profs. Assim, realço aqui a pertinência do que é dito no blogue *Profavaliação” em diálogo com o Reitor em “Educação SA” .
Como eu defendia  (algures neste blog) que devia haver apenas uma avaliação externa das escolas feita com rigor e não acho aceitável uma avaliação individual dos docentes, já que o trabalho do professor não é indivdual e por muitas outras razões, entre as quais figuram com muito peso as que se prendem com a legitimidade do avaliador, depois de ter lido (em blogues) críticas à forma e  resultados da avaliação externa já efectuada, já não sei que diga. Vou reflectir e seguirei com interesse a discussão na blogosfera. Esses debates são fundamentais, acho eu, pois não gosto nada da ideia de que temos todos que estar quietinhos à espera que o SPGL nos apareça com a solução iluminada lá mais para diante, quando a Fenprof achar que é estrategicamente oportuno, tendo em conta o calendário eleitoral. A propósito, serei só eu que não sei quando é que são, de facto, as eleições?





Beethoven: 7ª sinfonia, Karajan

8 08 2008

[Youtube=http://www.youtube.com/v/s8eigkwmMEo&hl=en&fs=1]





Shostakovich, Symphony No. 5, Bernstein

8 08 2008

[Youtube=http://www.youtube.com/v/ogJFXqYEYd8&hl=en&fs=1]
Shostakovich (na wikipédia)percurso biográfico a fazer reflectir… embora nunca tenha estado muito interessada nas biografias ao apreciar as obras musicais. O mesmo em relação a intérpretes e maestros, nomeadamente, Karajan.





Leonard Cohen: Everybody knows

8 08 2008

[Youtube=http://www.youtube.com/v/h27HRNm_r4U&hl=en&fs=1]

Um leitura interessante da canção não destruindo outras possíveis e talvez bem mais arrasadoras do “sistema” (chamemos-lhe assim) .





Like a rock

7 08 2008

[Youtube=http://www.youtube.com/v/arUfKiO_k94&hl=en&fs=1]