Transcrição … (mais posts fracturantes)

30 06 2012

Transcrição de intervenções minhas no facebook, aqui em texto mais organizado:

Este país fecha ao sábado , a Holanda por exemplo trabalha todo o sábado em todos os sectores comerciais. Alguns até fecham mais tarde. As grandes superfícies não conseguiram rebentar com o comércio mais pequeno , claro que há outros factores de sucesso, como a organização,a logística, a motivação, e o rendimento, mas os horários são fundamentais. Na Holanda , o comércio fecha segunda-feira de manhã geralmente.

Por que razão as empresas de serviços públicos como EDP, CTT, PT, o sector privado de serviços (bancos ) e sobretudo outros serviços que podem funcionar à distância fecham ao fim de semana, quando tudo se pode fazer via email a partir de casa? Só os professores é que têm que corrigir testes e exames ao sábado e domingo? A amazon é empresa de sucesso? Num sector que todos acham estar condenado a ficar dependente dos manuais escolares e portanto, do Estado indirectamente, parece haver algumas empresas que se modernizaram e dominaram o principal neste sector: o marketing, a distribuição , a logística.

Não perceberam ainda que estamos em emergência? Não há ninguém nos sindicatos que perceba que estão a ser força de bloqueio ao emprego parcial ou a partir de casa? A Holanda tem muito emprego a tempo parcial e dá-se bem com o sistema, mas não há sindicatos a bloquear essa possibilidade, ou se há não conseguiram.

Não perceberam que o objectivo fundamental deve ser o de manter o emprego e para isso há que estabelecer atempadamente acordos de empresa entre patrões e empregados em vez das manifs sem objectivo nem rumo e insultos aos ministros. não temos governantes com carisma para um New Deal à portuguesa? Então há que fazê-lo empresa a empresa. Mas isto não convém ao crescimento dos votos no PCP e mesmo PS. Além do mais, os dirigentes das centrais ligadas a esses partidos estão bem obrigada, não correm risco de desemprego.

Relembrar que estamos a 30 de Junho de 2012 no meio de uma crise séria, à qual já não escapam nem Alemanha nem EUA. Não estamos no século XX em boom industrial, nem no século XIX nos primórdios da industrialização na Europa continental. Estamos numa época diferente, em que a bolsa especulativa comanda tudo, as empresas de rating estão a “rankar” empresas de sucesso com notas que não merecem, recebem B por estarem a operar num país B, à partida, sem dó nem piedade. Porquê? porque essas empresas de rating podem fazê-lo e os investidores seguem os conselhos desses voyeurs, ou firmas de observaçao ginecológica, que não produzem nada, nada arriscam, só observam os outros, os que produzem !!!!!!!! Vou ser mais incisiva ou seja vou baixar o nível de linguagem mas em Holandês, citando um amigo: essas “empresas de rating e consulting são “kuttekijkers”!!! Ou seja, deviam operar no mercado da pornografia. A economia dos países é uma coisa séria para gente séria , ou devia ser.

Anúncios




Nikhil Banerjee – Raag Malkauns

30 06 2012


Raag Malkauns





Madredeus: A vaca de fogo

28 06 2012


Porque igrejas há muitas e coisas velhas também.

PS: Acrescentei “coisas” ao meu post -fracturante- anterior.





Post que pode ferir susceptibilidades, pessoas mais sensíveis não devem ler

28 06 2012

Tenho de fazer copy paste do que vou colocando no facebook directamente.
A sério agora, há especificades neste cantinho dignas de serem aproveitadas. Por exemplo a projecção numa ideia de um PAÍS unido com o e a moral penhorados e que o futebol deveria ter resgatado… O facto de termos sido racionais quando todos os outros não o foram: aguentámos o dinheiro nos bancos, reforçámos os depósitos e foi isso que evitou a desgraça completa. Ninguém agradece e vão massacrar mais. Sabemos isso, mas o que não ajuda nada mas nada este desgraçado país é a crença numa esquerda que nada acrescenta, nada tem a dizer quanto à forma de sair do buraco, que irá continuar o folclore que mantém os seus líderes à frente dos partidos e partidinhos e todo o aparelho partidário mais ou menos a funcionar. Nada de novo mesmo, não há uma proposta uma única de como sair disto, deste “coiso”. Um esquerda que só não lhe chama “coiso” porque tem sempre muita “coisa” para dizer e poucas “coisas” para fazer.
Agora vou escrever aqui no blogue mais “coisas”.

A título de mero exemplo, alguém está solidário(a) com a greve dos pilotos? Eu não. E os que estão , vá lá, solidarizem-se, não querem fazer um peditório para eles manterem as mordomias , muito justas, tendo em conta o trabalho de risco? Só que há outros grupos semelhantes cujos profissionais se reformaram em massa com penalizações brutais, ou foram para os privados pois podiam fazê-lo , como os médicos. Os senhores pilotos querem ir para outras empresas? Vão, vão, pois o pessoal aqui da classe média já baixa e empobrecida já só voa Ryan Air , passe a publicidade, se é que ainda voa. Os senhores pilotos não estão dispostos a sacrifícios? São gloriosos lutadores? E a solidariedade que não mostraram quando os funcionários públicos, os professores e os médicos foram acossados, com insultos e cortes de regalias que culminaram no roubo puro e simples de dois meses de salário depois de já se lhes ter roubado 15% (no escalão máximo), de se lhes ter congelado as carreiras já há alguns anos? Onde esteve a solidariedade? Parar aviões é fácil… é mesmo a melhor via para a desvalorização da TAP na sua privatização; haverá quem esfregue as mãos de contente…
PS: E para que fique muito claro, apesar das relvices, dos desdizeres, das gafes e dos lapsos, eu ainda prefiro este governo ao do Sócrates! O que pode fazer mudar a minha opinião será talvez a progressiva semelhanças com Sócrates de alguns governantes (que deviam ser subsituídos, Relvas em primeiro lugar).

Outra “coisinha”: não será que os “gloriosos defensores” do elefante branco ou negro chamado SNS não terão amiguinhos médicos no sistematizinho, ou seguros privadinhos que lhes permitem um serviço de qualidade hoteleira bem melhor e agora, os mesmos defensores do SNS, ex-profissionais do mesmo , não estarão no privado a ganhar bem melhor em tachos administrativos ou nas clínicas privadas, enquanto vão assinando petições para salvaguardar o SNS? Eu vou achando que este ministro está a fazer o que tem de fazer para sanear a tenebrosa “caixa preta” que tem sido, nas últimas duas décadas, o SNS!!!
Cruzes canhoto, vade retro satanás (ou o seu equivalente em “marxês”) dirão muitos leitores potenciais ou reais. Vá vão exorcizar isso e a frustração de não estarmos na´grandioso final. Já compraram os bilhetes para o superbock superrock ou coisa parecida? Já marcaram as férias tenho a certeza. Ó pá, vão de férias, é sinal de que ainda podem. “Aleluia, Aleluia, obrigado Senhor” deviam eles dizer, por pertencerem ao grupo daqueles que ainda sabem que amanhã vão almoçar e jantar, e digo eu também, claro está, e bato na madeira por causa das invejas.





E agora?

27 06 2012

O que nos vai galvanizar?





Portugal ganha disse ele

27 06 2012





Voo acrobático no feminino: Diana Gomes da Silva

23 06 2012


A desconstrução de vários preconceitos, sobretudo o estereótipo de género mas também de outros se ouvirem com atenção.