Surrogate Cities

30 04 2011




Vozes de algum “povo” …

30 04 2011

Pois , todos sabem o que o povo quer, onde se revê ou não… sabem tudo.

Mas o povo que eu ouvi já anda a dizer coisas que só à primeira vista são contraditórias:

“o que era preciso era um Salazar”
“já há dois anos se deveria ter pedido ajuda”
“há muito que o FMI cá devia estar”
“a troika devia tomar conta disto por uns anos”

Fonte: vozes que ouvi de alguns trabalhadores (não rurais mas que também trabalham de sol a sol) em Vale de Corvos, centro do país. A sua representatividade é desconhecida , o leitor fará as suas estimativas… pois estou certa de que não sou só eu a ouvir algum “povo”…





Obama: fim dos subsídios às petrolíferas

30 04 2011


At a time of high gas prices and massive oil industry profits, the President renews his call to end the $4 billion-per-year subsidies for oil and gas companies and invest in clean energy.





Fim do subsídio de férias para reformados?

28 04 2011

Realmente estão já de férias… podem bem ficar em casa e apanhar o transporte público para a praia: isto nas pensões normais, que dão para viver, enfim.. aguenta-se. Mas os outros desgraçados cuja pensão mal dá para a casa, luz e água, muito menos para o aquecimento? O que vai ser deles que possivelmente pagavam o fiado da mercearia e da farmácia com esse subsídio????

No meu caso, enfim, lá terei que ponderar, acabar como seguro de saúde privado que tenho e que é talvez redundante. O SNS irá enviar todos para casa seja qual for a queixa, admitirá apenas os politraumatizados cheios de sangue por todo o lado, procedimento que irá sobrecarregar o sistema privado e os hospitais convencionados pela ADSE, que acabarão por ter que fazer o mesmo e dar altas precoces ou mesmo não internando pessoas com sintomas difusos, como dor de costas e cabeça e e-colis recorrentes que podem esconder linfomas e outras sindromas assim, bons para o mítico House que faz diagnóstico diferencial (nos intervalos do vicodin ) tipo de diagnóstico que não existe em lado nenhum em Portugal. As equipas das urgências do SNS nem querem saber do historial do doente, só os sintomas apresentados são investigados e mesmo issso, se os doutores estiverem com folga e disponibilidade mental….
Pensando melhor, será talvez de fazer o downgrade do seguro do carro…





Audubon: ilustração científica

26 04 2011

 

O lince não é o nosso, este é do Canadá.

Imagem roubada aqui

O google assinala a data de nascimento de Audubon





New Deal Rhythm

26 04 2011


IF I EVER GET A JOB AGAIN
(Music: Abel Baer / Lyrics: Sam M. Lewis)

Sam Ross Silvertown Orch. (vocal: Tom, Dick & Larry Trio) – 1932
Dick Robertson (with Gene Kardos & His Orch.) – 1933

If I ever get a job again
I will never be a snob again
I’ll live within my means
Carry a dollar in my jeans
If I ever get a job again

If I ever get a break again
Brother, what I’ll do to stake again
No turning out the light
Bidding my appetite good night
If I ever get a break again

I’ll get two rooms and a kitchenette
Furnished comfortably
With two rooms and a kitchenette
I’ll get a sweet somebody to move in with me

If I ever get a job again
I know that two hearts’ll throb again
She told me with her eyes
We’ll be rehearsing lullabyes
If I ever get a job again

If I ever get a job again
I will never be a snob again
I’m through with stocks and bonds
I’d rather spend it all on blondes
If I ever get a job again

If I ever get my pay again
I’ll save it for a rainy day again
But let me tell you, bud
I’m gonna save up for a flood
If I ever get my pay again

I’ll get two suits and an overcoat
Like a millionaire
Just two suits and an overcoat
And then when things get better, I’ll buy underwear

If I ever get a job again
With my old friends I’ll hobnob again
What great fun it will be
Saying, “Just have one more on me”
If I ever get a job again

(Transcribed from the Dick Robertson
recording by Mel Priddle – Feb 2009)





Debate ou legitimação do disparate?

26 04 2011

Quantas visitas teve entretanto o blogue “hospedaria castelhana” (1)desde que um dos autores entra em discussão com Guinote?

Ir lá ver? Não vale mesmo a pena. São os argumentos do costume, que nunca tivemos avaliação… que agora é que sim, mas o modelo deveria ter sido substituído pelo PSD.

O PSD é que tem que fazer o trabalho de casa do governo? Mas o blogue parece ser do PSD… estranho… 

E eu vou encontrando algumas vantagem em privatizar o ensino: os professores do privado tiveram redução de salários? Vão receber o subsídio de férias e o de Natal em títulos do Tesouro? Não estão os profs do público  fartos de ouvir falar em privilégios que não têm e de serem chamados de hooligans e que agora  recebem desse senhor , que ninguém conhece senão os políticos, um novo adjectivo: “terroristas”?

Nota: (1) Nome que inventei para um blogue sem estatísticas visíveis que não me apetece divulgar. 

Aviso: no meu blogue  há um lápis azul, não há contraditório (eu encarrego-me de fazer de advogado do diabo em certas circunstâncias). Não há livro de reclamações.