Três dias Brugge- De Panne (ciclismo feminino) (mais uma lição de graça de Neerlandês)

29 03 2019
Vi ontem o final de Brugge De Panne (feminino). O resultado do podium foi o seguinte:
1. Kirsten Wild
2. Lorena Wiebes
3. Lotte Kopecky
Vi no eurosport e muito me enervou dizerem Kirsten “uailde” .Por que razão não respeitam os nomes as pessoas? Ela não é “uailde” é “vild”, mas se lessem à portuguesa estaria quase correto. Mas não, têm de ler à inglesa. ENERVA muito , já com o BOONEN era sempre ” bunen”. Mas se lessem à portuguesa ficava bem melhor pois é “bônen” . Froome sim está correto dizer ” frume”, ele é inglês (ou sul africano ou os dois). Quanto ao som de ij é sempre um desatino. Os comentadores defendem-se dizendo que não podem saber todas as línguas. Então leiam à Portuguesa. Mas o argumento não colhe pois a Holanda e Flandres sempre foram e estão fortíssimas, sobretudo no ciclismo feminino, portanto ,não custa muito procurar saber como se pronuncia.” IJ” é “EI” , embora em Amsterdão abram muito e torna-se quase “AI”, mas o correto é “ei”. Neste caso, ler à portuguesa dá asneira  grande.  Mais uma coisinha : o som “U” em Holandês  é dado APENAS por “oe”. Tudo o mais (O ou U) não é lido “U”. Um pormenor para iniciados: o som “I” em Holandês é dado apenas e só por  “ie” como em Wiebes. Todos os  “is” são mais ê do que i. Mas isso também em Inglês , esse é o erro típico dos latinos a falar Inglês , Alemão , Holandês, eu também tenho dificuldade em me lembrar de que é mais “ê” do que “i”. Há ainda o problemático e difícil  “ui” holandês que lido à portuguesa também dá asneira. O som é “aû” , sendo û o u francês de “déjá vu” .
Gostaram da lição?
Anúncios




Europeias

28 03 2019

A UE está a transformar-se definitivamente num sindicato de bancos. O contribuinte serve para cobrir os buracos da má gestão bancária numa Europa que não tem concorrência entre bancos . Todos os bancos se entendem quanto a preços. Os atuais poderes na UE opôem-se à criação da união bancária , pois passariam a ser os bancos a pagar os desmandos de outros bancos. E querem que as pessoas se interessem pelas europeias? Aparecem uns Marinhos Pintos e vai tudo votar, ” tudo” é exagero, vão muitos descontentes com uma “Europa” que já não o é,  nem se interrogam sobre o percurso desses ditos Marinhos. Eu conheço o percurso dele. E mete-me nojo. Comparar o Marinho ao PAN é, no mínimo, perigoso. As pessoas que querem votar diferente e se preocupam mesmo com o ambiente, a natureza, o planeta, pois não há planeta B, a diversidade de espécies à face da terra, o tratamento humanitário dos animais deveriam votar pelo reforço da ala verdadeiramente verde do Parlamento Europeu e assim sendo, o voto deveria ser PAN. Os que se autodenominam PEV são apenas uma mascarada, o PCP pintado de verde, enquanto obedecem às ordens do comité entral e estão -se rigorosamente nas tintas para o planeta. Verdadeiramente, o planeta não está na agenda do PEV.Os deputados ou deputado PAN vão sentar-se junto à ala verde, não vão para a ala da esquerda ou da direita, embora seja à esquerda que os verdes sejam fisicamente sentados . Deixo-lhes o benefício da dúvida e vou votar PAN daqui em diante. Para todas as eleições. Quero lá saber quem vai estar no poder efetivo . PSD, CDS, PCP, Bloco são todos iguais quanto à indiferença pelos resultados das suas decisões nos ecossistemas. Estão-se nas tintas. Querem dinheirinho vivo já e/ou votinhos fáceis , são todos demagogos quanto baste. Entretanto ninguém se preocupa com a repetição das História. Pode acontecer de novo. Ninguém previu a ascenção do partido nacional-socialista ao poder na Alemanha, nos anos do pós primeira guerra. Agora é mais difícil, concordo, sobretudo na Alemanha (pois há programa obrigatório das aulas de História onde os crimes dos nazis não são branqueados, há leis que dão pena de prisão para aqueles que neguem a veracidade do holocausto, por exemplo), mas enquanto houver corrupção impune e descarada , enquanto as pessoas estiverem a ter de pagar os desmandos dos bancos, há terreno fértil para movimentos de extrema direita, que até se apresentam por essa Europa fora às eleições europeias. Verifiquem o que está a acontecer em França. Não se distraiam com o Brexit , a opinião está a mudar no RU e acho que também na ilha não vai ser fácil a extrema direita conseguir ganhar eleições. Os britânicos não são todos hooligans imbecis, ciumentos de haver  muito bom posto de trabalho ocupado por cidadãos europeus. E na hora da verdade, acho que estarão a combater contra os ditadores, ou seja, precisaremos sempre deles, estando eles dentro ou fora da UE. Não os defendo às cegas, acho que foi feio o voto de saída, mas a demagogia dos “ais “, juntamente com o funcionamento da UE como sindicato de bancos , cagando nos cidadãos, tudo contribuiu para que os “ais” tivessem ganhado.





Um público entusiasta, mas exigente

25 03 2019




Lei da razia da floresta nativa: estou a aguardar o ofício da Câmara a dar o dito por não dito

23 03 2019

Tenho cópia do despacho do Presidente do Município de Vila Nova de Poiares em que me era dado o benefício de excepção à lei da razia florestal que agora me disseram que iria ser revogado. Não vou ainda colocar a carta aqui, espero que chegue por escrito o novo ofício e depois divulgarei aqui ambos os despachos . Aqui e no facebook. Aqui e talvez noutros sítios . Quase de certeza que me vão dizer para solicitar a exceção ao ICNF. Como sei que este Instituto serve apenas para gastar o dinheiro dos contribuintes para pagar a técnicos que nada fazem para além de passar licenças de caça e informar mal as pessoas, vai ser de certo negativa a resposta pois essa é a forma fácil de despachar o cidadão que lhes é desconhecido. Portanto, com o meu dinheiro dos impostos que pago , eles ganham dinheiro e eu vou gastar mais dinheiro em burocracias, para receber negas. Se for a tribunal, vou gastar mais dinheiro enquanto os meus impostos vão servir ao executivo camarário para pagar aos advogados da Câmara, por isso pago duas vezes e normalmente não é o cidadão que ganha ações deste tipo neste desgraçado país de coronéis que nem isso são. De facto, eu cortei um pinhal frondoso com belíssimos exemplares de pinaster , por ser essa a exigência da  Câmara para obter a tal exceção e agora retiram-me a esceção já atribuída , mas não posso reconstituir o pinhal arrasado, pois, ao contrário do executivo camarário, eu não viajo no tempo e os pinheiros já estarão transformados em pranchas para paletes para outros ganharem bom dinheiro.

Por isso apenas me resta denunciar. Denunciar , denunciar. E fá-lo-ei sobretudo se me vierem cá autuar. Aí , ou me dá um AVC e espero que a minha família denuncie , onde lhe for possível, ou não tenho AVC  e tentarei por todos os meios que o país venha a saber como é tratada a floresta nativa em Portugal. Como estão automaticamente livres de autos os amigalhaços de alguém bem colocado que têm eucaliptais a dois por dois (se tanto) a menos de  20 metros (se tanto) de casas, como são livres de autos as celuloses que têm muitos eucaliptais por tratar nas ditas faixas de proteção, pois eles também abandonam os eucaliptais quando deixam de produzir o que lhes interessa, como são livres de autos os que andam de noite a plantar novos eucaliptos em áreas onde antes era pinhal.





Tinha de existir esta coisa chamada Michael Jackson?

21 03 2019

Estou  a ver no M6 “Michael Jackson, Leaving Nerverland” e estou petrificada. Não há palavras. Apenas me  vem à cabeça a mó de moinho (Lucas, 17-2).





“Santa” Igreja “Católica”, quando te transfiguras?

17 03 2019

Hoje vão bloquear-me no face , é quase certo… Não consigo calar-me. A Igreja em que fui educada religiosamente, em plena renovação do Vaticano II, da qual saí por crise de fé aos 20 anos, à qual voltei muito tempo depois , nos anos 90, está simplesmente moribunda. Nem já na televisão consigo seguir uma missa. Hoje era no Barreiro… a igreja cheia de velhos, o padre dizendo que todos nos transfiguramos quando Deus entra em nós. Pois, talvez, embora seja uma leitura muito pobre do episódio da transfiguração de Cristo (aquele em que Moisés e Elias aparecem, todos em conversa amena). Mas, tudo bem, é uma leitura possível, então pergunto: quando será que Deus entra na Igreja Católica? Precisa de transfiguração e profunda, não é nas vestes, embora essas também nada perdessem em ser renovadas. Enquanto esperamos tal dia, onde está a juventude? Nas mesquitas? Nas igrejas evangélicas? Ou dispensam a religião que é coisa de beatas e velhos e tá-se bem no andróide?

Pronto , pode agora o grupo de extrema direita, também ativo no face, denunciar esta publicação , por iconoclasta. Excomungada já fui, pois vivo “em pecado” com o meu companheiro, foi o que o padre local me disse.  Desde então tenho evitado a casa de Deus aqui na localidade. Vou à Lousã , mas raramente… este ano nem no Natal. Decidi que uma igreja que encobre a pedofilia de padres e bispos e manda  os párocos afastar da comunhão os que vivem em união de facto (que é extensivo a todos os que não se casaram pela “Santa Igreja “Católica”) ou são divorciados (divorciados de casamentos pela “Santa” Igreja “Católica”), não tem autoridade moral sobre mim, a confissão deixou de fazer sentido algum. Vou publicar no face precisamente para ser lido localmente.





Abriu a campanha , deixei de ver telejornais

16 03 2019

Vou fazer  greve às notícias prime time portuguesas. Ou melhor, ver o menos possível .

Agora estou no processo de fazer doce de laranja amarga, algo que dura vários dias. Durante o trabalho é possível ver um filmezeco qualquer. Vi vários :”Reservation road”, drama bem construído, ” Identity” , ou algo assim, confuso q .b., hoje foi “K19, the widow maker”, Harrison Ford a fazer de comandante de submarino nuclear russo.  ” Extremely loud , incredibly close “, interessante para quem estiver interessado no síndrome de Asperger. Recuso-me a seguir na 2  a série israelita “Hostages”, tenham santa paciência, uma seriezeca de polícias contra situações de sequestro em Tel Aviv como se tudo se passasse na Califórnia , em Beverly Hills por exemplo, e eu a lembrar-me a todo o momento dos territórios ocupados… enfim. Vou vendo os filmezecos americanos , enquanto espero por nova temporada da série “O Restaurante” , devo dizer que fui ver a tradução de” Var tid är nu”, o melhor que encontrei foi “Todo o tempo é agora” , mas não sei se está bem, será por não terem encontrado tradutor que simplesmente lhe chamaram “o restaurante”? Entretanto , uma vez por semana há o “Das Boot” no canal AMC se não me engano. Também sigo com muito interesse.

Escusado será dizer que não tenho os canais pagos de cinema . Não vale a pena , passados uns anos,não muitos, os filmes estão nos outros canais. E não, é mesmo verdade, não saco nem filmes nem música (só a do You tube) nem quero mesmo ver filmes pirateados.