Pintinho amarelinho

31 08 2017

Pois, mas Universidade de verão não deixa de ser universidade… e uma aula universitária de verão não deixa de ser uma aula universitária. No mundo de Trump todos se adaptam à realidade, pelos vistos, a começar pelo professor. E todos piam…

Anúncios




Rain of tears

20 08 2017




Verde que te quiero verde

13 08 2017


Não gosto da voz dele mas gosto da voz dela, não encontrei melhor.





Ainda por cá estou… entre o eucaliptal interior e o eucaliptal litoral

5 08 2017

No campo é só descanso ,dizem… pois é , não vivem no eucaliptal interior, desculpem, no pinhal interior, se aqui vivessem não diziam isso. Aqui em Poiares parece que estamos entre o eucaliptal litoral , perdão , o pinhal litoral e o eucaliptal interior, perdão, pinhal interior. Portanto , quem sente a diferença é porque vive no inferno ou seja no eucaliptal interior, perdão, no pinhal interior, mesmo mais interior…. pois é, há uma pequena diferença de continentalidade conforme se vai mais para leste , embora o país seja estreitinho. Há o Alentejo litoral (coberto de eucaliptos, mas isto não vem ao caso) e depois o Alentejo profundo (que ainda não tem muitos eucaliptos, até ver…, mas isto também não tem nada a ver…).
Já não saio daqui no verão desde que me mudei para cá, que foi em 2014. Não dá mesmo para deixar isto por vigiar. Deu muito trabalho a chegar ao ponto em que estamos. Não,o “campo” não é descanso nenhum. Não é só a vigilância, é tudo o que se tem de fazer , todos os dias, como regar, colher fruta para conseguir salvar alguma, tirar a fruta podre da terra. Como temos agricultura biológica ( 🙂 esta designação faz-me sempre rir) a fruta enche-se de bicho durante a maturação. Só escapa alguma e aproveita-se a meia estragada para compota, com muito trabalhinho. Há ainda que colher as amoras para fazer o doce, e fazer o doce. Já fiz oito frascos, aí uns quatro litros. Compotas também já tenho para todo o ano e ainda há mais pêssego a colher… Depois há a limpeza da floresta ao pé da casa , da minha e da dos vizinhos, que nunca mais acaba. O pasto na quintinha à volta da casa  vai crescendo sempre que chove (mesmo pouquinho) e já foi cortado duas vezes . Ainda acham que se deve limpar floresta mesmo longe das casas? É porque não sabem quanto custa…. Depois há que rachar lenha, arrumá-la devidamente… e há sempre algo que ainda não foi feito e tem de se fazer…. enfim, um descanso.