J. S. Bach – Cantata 147 – Jesus bleibet meine freude

26 03 2009

Seguindo a onda de margotlorena. Com os instrumentos originais e texto em Alemão e tradução em Castelhano.





Saudando a Primavera e a memória de meu pai

23 03 2009

Em Vale de Corvos, sem internet, não foi possível celebrar o 21 de Março com um post, mas o dia foi passado em contacto com a natureza e com a terra, tratando da porção que nos foi, por assim dizer, confiada para dela cuidarmos. Gosto de pensar assim relativamente à propriedade privada de terras. Enquanto for nosso esse chão sagrado e estivermos vivos no planeta, devemos “cuidar” dele e preservá-lo. Era essa a filosofia de meu pai. Procuramos, depois dele, e tanto quanto podemos, continuar a sua obra (e missão), enquanto foi vivo.

Dia da árvore e da poesia. Dia do nascimento de meu pai.
Um dia de sol radioso. De explosão de vida.
Foi celebrado da melhor forma.





Mozart – Requiem – Lacrimosa

18 03 2009

Procurando uma vivência de Quaresma. Me desculpem aqueles que não gostam deste Mozart pesado e contrito.





Gordon Brown, Sócrates e Vital Moreira

17 03 2009

“Aceito toda a responsabilidade pelas minhas acções, mas acho que estamos a lidar com um problema maior que é tanto de natureza global, como nacional”, afirmou o chefe do Governo britânico. “Talvez há dez anos, depois de a crise económica asiática, quando outros países pensaram que estes problemas tinham desaparecido, devêssemos ter sido mais duros”.

Ler mais

 Sócrates poderia, talvez,  aprender com isto.

Vital Moreira: ” No nosso modelo, os deputados são responsáveis não perante os eleitores, mas sim perante os partidos que os propõem.”

(O Público só deixa o artigo disponível aos assinantes.)

Se isso é mesmo a verdadeira interpretação da Constituição, então  o “nosso modelo” é o quê exactamente? Uma democracia? Não deveria ser antes uma partidocracia? Será assim também  no parlamento europeu? Se assim é, qual a utilidade de serem publicadas as listas de candidatos a deputados de cada partido? Se é ainda verdade a afirmação que li ou ouvi na tv  que informava que já houve mais mudanças de deputados do que o número total dos mesmos, então as listas não servem para nada, seriam conhecidas depois das eleições e o poveco  escolhia o partido apenas conhecendo o líder, como aliás acontece, uma vez que, sobretudo nas legislativas, muito poucos eleitores se dedicam ao trabalho de ver os nomes das listas. Temos, de facto, e pelos vistos, de direito, um regime que me parece (assim de repente e leiga que sou no direito constitucional e administrativo) muito pouco democrático, sendo os deputados reduzidos ao papel de claques do partido ou repetidores obedientes e atentos a “their master’s voice” (sem ofensa para os deputados nem para os cães).

his-masters-voice





Público: Bartoon

17 03 2009

bartoon-15-marco





J.S. Bach: Mass in B minor “Agnus Dei” – Andreas Scholl

17 03 2009

Hoje a voz de Scholl em solo. Estes sons a justificarem o nome do blog. Esta obra e esta voz transportam-nos para uma dimensão onde simplesmente desaparecem ou são inaudíveis e insignificantes os ruídos de estática provenientes das DREs e da DREN, da DGRHE e do ME, do CCAP ,do CE e da Confap e de outras fontes mais disseminadas. Pluf! Não existem simplesmente.





Yo-Yo Ma: Elgar Cello Concerto, 1st mvmt e a memória de Jacqueline du Pré

15 03 2009

Wikipédia sobre Elgar

Wikipedia sobre Jacqueline du Pré

Não sei se Yo Yo Ma está a tocar com o Stradivarius que Jacqueline lhe ofereceu. Faria sentido.