Vou escrevendo ao pai Natal… e mais umas considerações sobre o PAN e o ambiente

31 05 2019

Hoje escrevi ao IPMA. Aqui está o texto

“Bom dia,
Escrevo para sugerir que mudem os icons da previsão metereológica pois eles são no mínimo perigosos. Muitas pessoas não sabem ler mas podem ter acesso ao site e ver os desenhos…. A minha sugestão vai no sentido de NUNCA colocar gotas a sair das nuvens quando a previsão não for acima dos 70 a 80% de probabilidade! Por exemplo , para a semana ,não vai chover como é evidente pelas probabilidades, no entanto estão lá as gotinhas e há gente ignorante ( ou estúpida) que vai queimar coisas pois até viu as gotinhas na internet ……..,. Isto aconteceu nos dias anteriores ao 15 de outubro de 2017.
Não estou a dizer que foi o IPMA que teve culpa pois o alerta máximo estava lá de facto. No entanto as previsões de vento nunca foram atualizadas, estava tudo de fim de semana. Para aqui , Vila Nova de Poiares, o IPMA dava ventos de 30 ou menos. Depois foi o que se sabe ou se viu. Eu vi e se estou aqui para dizer isto, foi porque o vento levou o tsunami de fogo para o interior e a oeste não ardeu, senão provavelmente não estaria aqui para escrever isto. Arderam 60% do concelho. Os 40% de eucaliptal cerrado que restam hão-de arder, pois nada se fez para reconverter a nossa floresta. Nesse dia , se se repetirem as condições da Ofélia, só me resta regar enquanto posso antes de abandonar o que é meu, o investimento de uma vida e se tiver tempo de fugir.

Cumprimentos,

assinatura”

 

 

Pois , devem ser os primeiros sintomas de senilidade, andar a escrever ao IPMA sobre isto  e ao grupo Amorim a rogar para que defendam os sobreiros que vão todos na voragem dos madeireiros. Aqui na região centro, sei que assim é e calculo que por todo o lado onde haja árvores a cortar e o fiscal longe da vista, não digo que façam de propósito , mas são insensíveis e deixam as árvores grandes cair em cima dos sobreiros alguns já adultos e com mais de 50 anos , arrancando-os pela raiz. Pedi  também ao grupo Amorim que defendesse a árvore irmã do sobreiro, aqui no centro nascem juntos, crescem juntos, o carvalho português.

Que faz a Quercos? Pouco ou nada. em Portugal, com os verdes verdadeiros ainda fracos, contra os lobbies poderosos apenas pode ter efeito um poderoso lobby. Pois os 5% do PAN mostram interesse acrescido pelo ambiente, pela preservação da floresta nativa, pelos direitos dos animais, todos, ou seja também pela preservação da vida selvagem, mas são poucos votos, muito poucos. Os outros partidos estão-se nas tintas embora no blá blá blá falem das alterações climáticas….Vou votar PAN para a Assembleia, quero mais deputados no parlamento. Em Lisboa e Porto há condições para dois em ambos círculos, mas temos de colocar  um por Coimbra. Farei o que estiver ao meu alcance. Se crescer o PAN e lhe oferecerem a pasta do ambiente, isso será ouro sobre azul, mas não acontecerá. O PS não quer ninguém no ambiente a fazer ondas. Há quem pense que com o tacho já não faziam ondas. Bem, eu acho que talvez daqui a 10 ou mais anos isso aconteça, é normal se olhar ao que aconteceu ao Bloco mesmo sem pastas. Neste momento o partido PAN é fresco, não tem os defeitos do leninismo ou seja, do centralismo dito democrático, talvez por isso lhe tenham fugido ao controlo alguns dos apoiantes mais nervosos … digo eu , que nada sei do que aconteceu, apenas dos rumores e bocas que andam a espalhar nas redes sociais. Claro que é necessária organização, mas não centralista , há outras formas de evitar desmandos. O PS , onde o centralismo sempre foi grande , não conseguiu evitar cenas de pancadaria mesmo entre militantes, lembram-se? Eu não esqueço a má impressão que causou, de momento não tenho nomes, a memória é assim e assustar-me-ia, se este esquecimento fosse novo. Sempre fui péssima a decorrar nomes e datas. Ficou a impressão registada. Sei que logo a seguir morreu um destacado dirigente com ataque de coração. Nome? Não me lembro. Alzheimer? Talvez, mas sempre isto me aconteceu, portanto vou pensando que não. Não me apetece nada ir ao google à procura .

Voltando à vaca fria, ou quente, ou seja, aos fogos: estamos em que fase operacional? Não seria bom passar já à fase Charlie ? Ou isso custa dinheiro que faz falta aos bancos falidos? Estão contratualizados meios aéreos ? Ou isso custa dinheiro que faz falta aos bancos falidos? Negociatas, dirão alguns, pois , eu sei, mas eu vivo numa área que é assustadora, ainda há 40% do território do concelho que não ardeu ainda, como expliquei na carta ao IPMA. É fácil ser-se contra os meios privados quando se está na segurança das cidadezinhas…… Ou vamos ficar à espera da situação se agudizar e depois vêm os marroquinos (são sempre os primeiros, disso não me esqueço, bem hajam), os espanhóis, os franceses ou os russos ajudar?

 

 

Anúncios




Vi a reportagem da TVI sobre Barrancos: nojo de viver neste país e não é só nojo de Barrancos

30 05 2019

O PAN não teve lá nenhum voto. Que admiração! A lei portuguesa mete-me nojo, é hipócrita, concordo. Muito mesmo. Mas pensava que havia matadores a sério em Barrancos. Os que conseguirem, vejam as imagens, o animal é atacado sucessivamente com a espada, o imbecil não faz a mínima ideia de como se mata um touro . NOJO de gente. Nem a aficion aprovaria o que eu vi, espero eu. Eu explico melhor a minha posição. Matar o touro na praça parece-me o ato mais humano de todo aquele espetáculo bárbaro. Pois o touro da tourada portuguesa vai ter de esperar, muitas vezes só é morto à segunda feira e foi lidado no sábado. A adrenalina vai passar e ele vai sofrer mesmo, sem cuidados veterinários, pois ninguém verifica o que lhe acontece, dizem que sim que há um veterinário. Não duvido, mas parece que até a carne lhe querem aproveitar , pelo que não o podem anestesiar!!!!!!!!!!!!!!!! Santa paciência isto é pior! Mas o que eu vi em Barrancos NÃO É MATAR O TOURO é espetar a espada por tentativa erro em tudo quanto é touro !!!!!!!!!! NOJO!!!!!!!!!!!!!!!!

Tenho vergonha de pertencer a um país onde se torturam animais para divertimento e muitos acham isso natural, tenho vergonha de viver num país onde morreram 113 pessoas por causa da monocultura de eucalipto e nada se fez , nadinha mesmo para evitar que aconteça outra vez, nada se fez para diversificar e reconverter a nossa floresta. A  França proibiu o eucalipto. Será que acham que a França não quer também ganhar com a produção de papel? Na Alemanha não há eucaliptos. Veio aqui um das celuloses numas jornadas técnicas dizer que é por não crescer lá. Pois , fui ver a distribuição do eucalipto na Austrália. Dá-se em todos os lados, espécies diferentes, todas eucaliptos, adaptadas a diferentes climas, a Austrália tem todos os climas. Mas eles acham que podem mentir às pessoas nos dias que correm, em que a informação nos está à distância de um click? Verifiquei bem : era um artigo científico e até defendia o eucalipto no Brasil…. o maior produtor de eucalipto depois da Índia  , estamos a falar de milhões de hectares plantados. Mas nós continuamos a ser os campeões mundiais na percentagem de território ocupado com eucaliptos E é para expandir, no Brasil, eles sabem que ele também se dá no Amazonas, dá-se em todo o lado no Brasil. Sei que me repito. Estes temas são recorrentes. Vou repetir mais e mais e nunca apagarei este blogue, vai ficar por aí muito depois de eu desaparecer. J’ACCUSE!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

 

Agora só uma estocada final: quero lá saber que leiam ou não leiam o que escrevo, são poucos os que cá vêm e compreende-se . Não tenho perfil para ter blogues tipo corte real. Não tenho estofo para fazer jogo de cintura e jogar em vários tabuleiros com aqueles trejeitos de ar inteligente que os que fazem esse jogo costumam fazer. Não sou nem nunca serei dessa laia. Disse em quem ia votar. Outros não dizem , deixam -se pairar acima dos comuns mortais, se calhar dizem que votaram bloco a uns e a outros que talvez não, talvez CDU, na esquerda foi com certeza, pois infelizmente, este tipo de pessoas abunda nas hostes da esquerda com vidinha muito composta, casa e carrinho decente.

Alguém sabe mesmo o significado da palavra responsabilidade neste país?  Ninguém é responsável pela morte de 113 pessoas civis nos incêndios de 2017? Foi a Ofélia em Outubro? E em Junho ? O Ofélio?

Lembrei-me de outra coisa: o fenómeno nazi e o processo que se seguiu. Informem-se sobre  Bauer. Tentou, na sua função de procurador, chegar ao conceito de responsabilidade coletiva. Informem-se, embora não vá servir de nada, nem vão ver a relação com o que estou a dizer. A esquerda e os que se dizem de esquerda acham sempre que nunca são responsáveis por nada de mau. Cresçam!

 





Hoje são os reformados o alvo a abater. Mais umas considerações sobre a conjuntura política atual….

28 05 2019

Hoje o “correio da manhã” escolheu os reformados como alvo. O Estado gasta 218 milhões com os reformados? E as contribuições durante toda uma vida ? Vieram do Estado? E o Estado o que é? O Estado é totalmente sustentado pelos contribuintes , ou seja também pelos reformados que continuam a pagar impostos embora já não paguem TSU. Durante a minha vida contributiva estive a pagar as reformas dos mais velhos do que eu e muito bem, só com um problema, muitos beneficiaram de uma legislação que lhes permitia ganhar como pensão o valor do último salário , o que é insustentável por simples aritmética. Mas tudo isso já mudou. Muitos dos que nunca contribuiram (trabalhadores rurais e outros que eram pagos à hora sem retenção na fonte) já faleceram. Estou fartinha deste tipo de discurso tentando fomentar o ódio entre gerações e criando a ilusão de que é o Estado que paga. O Estado não paga nada, somos nós contribuintes que pagamos tudo, sobretudo os milhões dos desmandos da banca que se medem aos mil milhões e não à unidade de milhão.

Quando é que deixam falir mesmo os bancos que não foram bem geridos e os fazem desaparecer da terra? As pessoas têm de se responsabilizar pelas aplicações financeiras que fazem, devem informar-se bem sobre a solidez do banco que elegeram para colocar o seu dinheiro. Expliquem-me uma coisa: quem em seu perfeito juízo foi colocar as suas poupanças no Novo Banco? Eu nem tenho informação interna ou externa sobre o banco, só achei estranho o condomínio ter lá conta só porque o NB não cobra comissão de conta… bem , como não temos uma fortuna no fundo de reserva, não me importei muito. Não é minha intenção dizer que o Novo Banco é pior ou melhor do que outros que por aí pululam , mas sei , como todos , de onde ele nasceu…. Enfim, estou cada vez mais ignorante sobre os meandros da finança. E eles continuam por todo o lado a fazer das suas, inventando produtos financeiros com nomes muito “técnicos” para que ninguém faça muitas perguntas e as pessoas vão embarcando… e todos os bancos vão emprestando para habitação a cinquenta anos, alguns sem seguro, que deveria ser obrigatório sempre. Acho que NUNCA poderia ser por cinquenta anos, as pessoas não têm de ser proprietárias de uma casa se não sabem onde ou se vão trabalhar no ano seguinte. As empresas e seus empréstimos? Não sei mesmo nada, essa é uma caixa negra que só anos depois é aberta, como o caso da CGD, nos tempos do nosso condecorado pela Ordem do Infante ex-primeiro ministro do PS, chamado Sócrates. Depois verifica-se que o crédito mal parado proveniente desses negócios esconsos é muito mais do que o crédito mal parado da habitação …  Tudo isto me mete nojo. Sobretudo por saber que tudo isto, normalmente denunciado pelos partidos à esquerda foi silenciado ou mesmo aprovado pela dita esquerda PS enquanto foi governo e depois, para injetar dinheiro na CGD e no Novo Banco PS, PCP, Bloco, todos concordaram quando aprovaram o orçamento. A esquerda desapareceu enquanto baluarte de um certa moralização da política, vemos, por todo o lado, os familiares de familiares da dita esquerda a abocanhar contratos e cargos. Isto mete-me nojo e tenho pena de não me rever na direita, onde se faz o mesmo, mas com mais comedimento ( por medo da esquerda descobrir). Não me revejo na direita em nenhum dos partidos que se apresentam às eleições. A social democracia desapareceu, não há em Portugal. O CDS é aquela coisa que nem é carne nem é peixe. Como se foram lembrar de propor o Mota Soares para eurodeputado? Eu lembro-me bem como ele destruiu todas as hipóteses de continuidade do governo de Passos Coelho , dada a insensibilidade social que revelou à frente do ministério dos assuntos sociais, deixando cidadãos cumpridores das leis a dormir na rua, por endividamento , por desemprego, por falta de apoios, deixando portugueses a revirar os contentores do lixo à procura de alimento. Digo portugueses, mas evidentemente acho que ninguém deveria estar nessa situação, nunca à procura de alimento, sei que certas pessoas procuram cobre e outras coisinhas nos contentores, mas isso é outra história. Não , tal é inadmissível com troika ou sem troika e foi isso que impossibilitou a maioria absoluta a Pedro Passos Coelho, não foi o esforço fiscal que continua brutal e ninguém deixa de votar PS que é quem está no governo , caso não saibam, e nada mudou nos escalões do IRS , nada mudou nas deduções, continuam os 23% de IVA na energia …… Acabou a taxa extraordinária? E acham mesmo que Pedro Passos Coelho não teria também acabado com ela, dado o crescimento e a conjuntura internacional favorável destes últimos anos? Se alguém pensa que o PSD perdeu votos por PPP ter participado na campanha desengane-se , acho mesmo que ganhou votos, ou seja perdeu menos … mas isso nunca conseguiremos provar, por isso nem vale a pena discutir. Mas deixo uma perguntinha: como acham que teria sido gerida por Crato a questão da contagem de tempo de serviço dos professores?





Mais um pouco de perda de tempo

28 05 2019

Vou escrever mais umas coisinhas , sabendo que não vale a pena , pois em Portugal (nos outros países não sei, ao contrário de algumas pessoas que sabem tudo de todas as pessoas do mundo inteiro) já ninguém ouve ou lê ninguém, passam os olhos em diagonal , a ver se lá está algo que seja exatamente o que pensam , caso contrário nem se dão ao trabalho de pensar. Enquanto discorrem sobre a pequenez de espírito de outros, nem ouvem argumentos de peso, nada lhes interessa a não ser ter sempre razão e manterem a corte de fiéis que os rodeia , enquanto discorrem sobre se estarem nas tintas para ter seguidores ou não, pois têm “amigos ” que até sobram….

Então é assim: acham mesmo que na França todos os que votaram Le Pen subscrevem tudo o que ela diz? Quando é que os partidos do “arco da governação” acordam e percebem que a mensagem é simples: as pessoas querem dizer que estão fartas da Europa de portas escancaradas, estão fartas da descaracterização das  cidades francesas que se  cobrem de entrapados que defendem a sharia (alguns dos quais radicais , que têm programa de impor a sharia nos países onde estão)? A mensagem é nazi? Acham mesmo ? Quem são os nazis, os que pretendem controlar os costumes pela polícia religiosa e impor um estado religioso onde conseguirem , que insultam as moças europeias que se vestem de mini-saia (ou fazem pior do que insultar) ou quem acha que já chega disto???? Quem são os nazis? Respondam-me a isto por favor e não desviem a conversa. Na Bélgica flamenga o arco da governação vai ter de quebrar o compromisso que tinha feito de não formar governo com os ditos extrema direita, mas agora estão com problemas. Conheço pessoas que são liberais até europeístas e que me dizem que votariam Vlaams Belang se lá estivessem. Estão fartas e têm razão . Por que razão não se faz uma política de quotas por etnia para que nunca , mas nunca se corra o risco de um dia ter a sharia aprovada por maioria numa cidade europeia? Isso pode acontecer!!!!!!!!!!!!!!!!!! Aqui em Portugal ainda não. Aqui somos todos vénias para com o “moderado” iman que vai todos os meses à Arábia Saudita , ou muitas vezes , e a Câmara Municipal já lhes  arranjou espaço para segunda mesquita na cidade de Lisboa, o que é melhor do que ver o Martim Moniz transformado em mesquita aérea todas as sextas feiras (1), mas mostra muito a subserviência do politicamente correto.

Vá, chamem-me nazi a ver se eu fico muito impressionada.

Nota 1: Não sei se é todas as sextas, nem quero saber, sei que é a praça mais suja ( lixo por todo o lado) da baixa lisboeta e não é por acaso.





Música que não me sai da cabeça depois das europeias

27 05 2019

Da “grande vitória” do PS  nem é bom falar… só sei que muitos PSDs terão votado PS, afinal a estabilidade conseguida e a domesticação da esquerda radical foi um bom serviço ao país , pensarão alguns que não eu. Os mais pequenos do mais do mesmo ou do costume, como o CDS e o Bloco: a Cristas achando que a abstenção era a seu favor, por não ter outro argumento à mão…, não lhe passa pela cabeça que as pessoas não se revêem nela, nem nos candidatos? A CDU , vá lá , não disse que foi vitória desta vez, o líder  considerou que foi mau , mas irá continuar a lutar pelos trabalhadores e foi a Europa má que teve culpa da abstenção  e de todos os males do país, aliás…A Catarina do bloco convencida que foi ela que conseguiu os resultados, dando-se aquele ar de primeira ministra em potência, quando afinal a percentagem obtida ainda não é o que ela desejaria , muito longe disso. O Rio irado, incapaz de fazer uma autocrítica, depois de 4 anos de não oposição , de diz que sim mas afinal é não e vice-versa…..O PAN não é para mim o salvador da pátria , terá  decerto os seus defeitos, mas tem feito um bom trabalho no parlamento e que precisamos de verdes a sério ninguém negará. Foi o único partido onde se gritou Europa ( a escolha do nome mostra bem que o partido não nasceu para os gritos pois o som seria divertido…), todos os outros  gritavam o nome do partidinho ninguém estava nas europeias (aliás as televisões só no fim da noite falaram do que aconteceu nos outros países da União… se é que falaram , eu segui a SIC e a RTP 1) . Só mais uma coisinha: agora vão todos falar do ambiente… vai ser uma opereta daqui até Outubro , eu não confio e vou votar PAN nas legislativas.

 





Os do costume não aprenderam nadinha… e parabéns ao PAN!

27 05 2019

Falam dos resultados eleitorais como vitórias, esquecendo-se do que aquelas percentagens são sobre 30% apenas. Não não é verdade que nas legislativas o PS suba a percentagem . Nem por sombras. As circunstâncias são diferentes mesmo. Houve da parte de quem foi votar uma certa resposta à propaganda sobre o papão da extrema direita tanto nas redes sociais como  na campanha eleitoral , por cá mete-.se tudo no mesmo saco e o perigo , por falta de partido ultra direita , foi  o PSD, imagine-se! Acho que muitos votaram PS por essa razão, mas não interessa, o que interessa sim é verificar que as pessoas não foram votar, só três em cada dez. E isso não preocupa ninguém? Eles, os políticos dos partidos tradicionais nos quais se incluem PS PSD, CDS, PCP até  o bloco de esquerda que  vai ficando cada vez mais tradicional , mas teve muitos votos, superou a CDU (muita gente não viu outra alternativa e cresceu à custa do PCP, está bem de ver….) . Mas  não conseguem mesmo olhar para si próprios e verem a triste figura que têm feito?

Já me felicitei no facebook a respeito do meu voto. É sempre uma boa sensação a de saber que se fez a diferença, elegemos um deputado do PAN para o Parlamento Europeu, reforçámos a ala verde no hemiciclo europeu. Dois seria ainda melhor , mas um já é bom. Nas legislativas farei o mesmo, por maioria de razão pois o PAN pode tornar-se aquele ponto de âncora que pode desestabilizar os cozinhados do centrão e mesmo da geringonça.

Em França , como cá , nada aprenderam, não perceberam ainda nada do que significa de facto, a maioria de Le Pen. Nem me apetece discorrer sobre isso , de momento. Até porque não se corre o risco em Portugal de a maioria da população de Lisboa ou do Porto passar a ser oriunda de países onde se defende o Estado religioso e a sharia nos costumes. Mais não digo pois vão-me chamar nomes. Não , não votaria Le Pen, já expliquei que sou europeísta, até federalista.

PS Acabei de verificar que Guinote continua a comparar o fenómeno PAN com o partido de Marinho Pinto. Com franqueza, não dá mesmo para ver a diferença entre uma pessoa de bem e um oportunista? Eu ainda consigo ver. É lamentável sobretudo que Guinote mostre que não é sensível de todo à causa que fez crescer o PAN. O planeta pode atingir um ponto de não retorno, mas isso nada é comparado com os 9 anos 4 meses e 2 dias, não é? N’importe quoi! como dizem os franceses!





Serra da Nogueira

26 05 2019

Não estou lá mas tenho pena. Encontrei-a por acaso, numa “googlagem” sobre o allium ursinum que em Portugal só existe na Serra da Nogueira. Por isso fui ver e encontrei um blogue sobre essa serra chamado serra da Nogueira.

O blogue tem muita informação sobre fauna e flora, sobre as freguesias e sua história . Vale a pena visitar. Não se desatualiza , embora seja de 2008 , quero crer que a serra continue igual. Felizmente ainda temos floresta nativa , parece que Trás-os-Montes é o último reduto do que há de genuíno na nossa flora,e fauna. Tudo o mais está contaminado de eucalipto. O que me dói mais nem é a região onde vivo, que era pinhal em monocultura , (embora o carvalho e o sobreiro sempre aqui tenham crescido) e agora é eucaliptal em regime de talhadia ou abandonado à sua sorte (mesmo abandonado, onde as árvores crescem sem serem cortadas para estilhaçar, poucas outras espécies crescem, a árvore não nativa encarrega-se de evitar qualquer concorrência das nativas. Sinto maior revolta  com o que se passa no Minho, terra onde no passado mais chovia de todas as regiões de Portugal continental. Por isso tão cobiçado pelas celuloses e papeleiras e invadido de eucalipto pois essa indústria ganha todas as batalhas  , só perde as que outras indústrias lhe levem a melhor. Daí o meu apoio ao grupo Amorim, não me interessa que os proprietários sejam podres de ricos, pelo menos o sobreiro é árvore protegida em Portugal , a única , aliás . Até já lhes escrevi sobre o assunto. Não obtive resposta, como calculava.

Como é possível o nobre Minho ter sido tão devassado pela ganância?

PS o alho do urso é uma planta medicinal muito antiga e vou tentar que aqui cresça. Devia ter semeado no inverno, mas logo se vê, talvez ponha alguns no frigorífico por uns tempos, quando tiver espaço 🙂