Os diurnos

13 01 2019

Conforme prometido , coloco o registo dos comensais diurnos

 

Continuarei a colocar restos de comida e não só, espero que voltem os outros noturnos. Mataram-nos? Comeram-nos? Muito provavelmente. Ou simplesmente foram para outras paragens mais longe dos humanos? Nesse caso ainda bem, hoje nem vou dar nada, não há restos e não quero estragar os corvos  transformando-os em pombos preguiçosos a comer ração de cachorro.

Nota: As horas estão erradas. Não consigo fazer a maquineta registar as horas certas.

Anúncios




Os outros comensais noturnos mudaram-se

7 01 2019

Restou este cliente fiel noturno. Depois mostro os diurnos.





Bom Ano de 2019

5 01 2019

Ano cheio de eleições , por isso um ano poluído de aldrabices, mas até às ditas vai havendo umas migalhas a distribuir pelo melhor ministro das finanças da galáxia. Vamos passando nos intervalos da chuva. Saúde para todos é o que desejo, muita saúde , para não terem de ir ao SNS.

E mais não quero dizer que tenho mais que fazer. Fica uma musiquinha para amenizar o tom.

 





Concerto de Natal em Belgais, os outros concertistas

25 12 2018

Já agora apresento os outros dois participantes, para além de Maria João. Não conhecia nenhum deles, mas gostei muito.

Só encontrei este , é longo, mas só ouve até ao fim quem quiser 🙂

 

 

 

 

 

 

 





Schubert op 90 , Maria João Pires

25 12 2018

Tocou em Belgais, a solo, esta obra , N 1, de cor , calculo, não vi partitura nenhuma.





Belgais renascido?

25 12 2018

Fui ao concerto de Natal em Belgais no dia 22. Especificamente para ver Maria João e o seu Belgais. O concerto incluía , para além da nossa pianista, a participação de uma soprano e de um outro pianista não portugueses, ambos jovens. Gostei. Pena ficar tão longe de onde vivo. Iria lá mais vezes.

Maria João Pires de novo em Portugal ….espero que seja para ficar e retomar mesmo o projeto pedagógico. Por agora só vi anúncio de concertos e oferta de estadias interessantes mas caras ( relativamente, pois não acho nada caro se incluir tudo o que descrevem). A parte pedagógica, ou  seja, o trabalho com as escolas não apareceu ainda no site ou não encontrei.

Adorei ver ao vivo a lenda controversa e tão mal tratada por este país… Há mais concertos (que ainda não esgotaram) previstos para 2019. Gostei de a ver ao vivo , nunca é tarde, embora esteja na fase de despedida das digressões, é a mesma. Que gostei sempre de ouvir mas nunca tinha visto ao vivo.

Ver o site de Belgais





Feliz Natal!

21 12 2018

—- Vou fazendo a lapinha e a árvore, ano após ano… até ver. Parece que não, mas leva dois dias a fazer.  Por que o faço? Porque gosto de alegrar a casa no Natal, faço-o pelo meu companheiro mas , sobretudo, por mim que nesta época recordo a infância e meu pai especialmente, a lapinha gigantesca que construía. E a árvore, que eu ajudava sempre a decorar. Era  pinheiro silvestre que trazia normalmente dos desbastes. Depois foi pinaster, os pinheiros silvestres foram dizimados pelo nemátodo , estão aliás extintos na Lousã. Mas também o faço pelos meus sobrinhos netos que ainda vão gostando destas coisas :-), digo eu,  pelo menos também penso neles enquanto vou construindo a lapinha e decorando a árvore.

A minha árvore (sempre pinaster) deste ano estava já grande demais, mas tinha de sair de onde estava,  mesmo ao lado de um sobreiro fazendo-lhe sombra. Foi difícil fazê-la caber na sala que tem um pé direito de 2,58… Tive de proceder a uns ajustes.

Praticamente não tenho mais pinaster na propriedade. Com a lei das razias florestais tive de limpar todos os pinheiros bravos como já disse aqui no blogue várias vezes. Deixei três grandinhos, não vá algum sobrinho bisneto querer saber o que é um pinheiro bravo daqui por umas décadas….

Entretanto a lapinha: a montanha parece um polvo, mas foi o que se conseguiu. O aquecimento global está já a derreter a neve…. daí a queda de água.

Um Santo Natal para os que ainda acreditam e desejam que nesta época se festeje o nascimento de Jesus Cristo.

Um Feliz Natal para todos!