Zorba , o grego

31 01 2015



Anúncios




Silêncio… :-)

29 01 2015


Toda a mitologia dos anos 60/70 passou-me ao lado… acreditem. Uma ou outra canção gostei e ficou.





Outro post que não vou fazer…

26 01 2015

é sobre a Grécia. E recuso-me a mandar bocas, sei mesmo pouco dos gregos e muito menos dos seus fantasmas e da indústria que têm mas que não é deles ….





O post sobre saúde que não vou fazer por agora :-)

23 01 2015

Não tenho vagar. Amanhã acabo a formação e tenho o projecto final a preparar ainda hoje.
Mas que apetece mandar bocas apetece, agora que todos são especialistas em sistemas de saúde. Então aqui vão as primeiras bocas: Mandaram embora o Correia de Campos, que estava a fazer o necessário, nomeadamente na rede de cuidados primários e continuados, depois veio outro ou outra já nem me lembro que pouco ou nada fez. Este actual mandaram-no fazer omeletes sem ovos. É gestor, não é médico, o que fez foi arrumar a casa em termos financeiros, até parece que agora o sistema paga a horas a quem deve, deixou de ser a “caixa preta” como alguém conhecedor do sistema de saúde português lhe chamou um dia. As denúncias do que se estava a passar foram feitas atempadamente por parte das organizações profissionais, mas foi com greves o que me parece a pior forma de denunciar situações neste sector. Ninguém ligou, os portugueses pensaram que eram reivindicações salariais. Não eram, mas isso não se notou muito.





Duetos

15 01 2015




What in the hell were you doing there, Netanyahu?

12 01 2015

The state terrorism in the person of Netanyahu, in the front of the demonstration?

What was he doing there? Why Hollande on his side in the Synagogue, legitimating the occupation of palestinian territories? Does this helps in any form the fight against terrorism? For God’s Sake!!!!!!!!
Ver no CM, parece que ainda alguém teve bom senso mas o homem veio na mesma.





Appel aux islamites modérés, expliquez nous les mots du Coran: Sourate II, 190-194

11 01 2015

Islamites modérés: ces jours qui ont ensombré la France et l’Islam, il est donc urgent d’ expliquer ces mots pour les jours du XXI siècle, il le faut, si vous voudrez convaincre le monde que l’Islamisme est pacifique, défend la miséricorde et le pardon.

La version que j’ai consulté : Le Coran I, (traduction de D. Masson), Éditions Gallimard, 1967, page 36