Hoje são os reformados o alvo a abater. Mais umas considerações sobre a conjuntura política atual….

28 05 2019

Hoje o “correio da manhã” escolheu os reformados como alvo. O Estado gasta 218 milhões com os reformados? E as contribuições durante toda uma vida ? Vieram do Estado? E o Estado o que é? O Estado é totalmente sustentado pelos contribuintes , ou seja também pelos reformados que continuam a pagar impostos embora já não paguem TSU. Durante a minha vida contributiva estive a pagar as reformas dos mais velhos do que eu e muito bem, só com um problema, muitos beneficiaram de uma legislação que lhes permitia ganhar como pensão o valor do último salário , o que é insustentável por simples aritmética. Mas tudo isso já mudou. Muitos dos que nunca contribuiram (trabalhadores rurais e outros que eram pagos à hora sem retenção na fonte) já faleceram. Estou fartinha deste tipo de discurso tentando fomentar o ódio entre gerações e criando a ilusão de que é o Estado que paga. O Estado não paga nada, somos nós contribuintes que pagamos tudo, sobretudo os milhões dos desmandos da banca que se medem aos mil milhões e não à unidade de milhão.

Quando é que deixam falir mesmo os bancos que não foram bem geridos e os fazem desaparecer da terra? As pessoas têm de se responsabilizar pelas aplicações financeiras que fazem, devem informar-se bem sobre a solidez do banco que elegeram para colocar o seu dinheiro. Expliquem-me uma coisa: quem em seu perfeito juízo foi colocar as suas poupanças no Novo Banco? Eu nem tenho informação interna ou externa sobre o banco, só achei estranho o condomínio ter lá conta só porque o NB não cobra comissão de conta… bem , como não temos uma fortuna no fundo de reserva, não me importei muito. Não é minha intenção dizer que o Novo Banco é pior ou melhor do que outros que por aí pululam , mas sei , como todos , de onde ele nasceu…. Enfim, estou cada vez mais ignorante sobre os meandros da finança. E eles continuam por todo o lado a fazer das suas, inventando produtos financeiros com nomes muito “técnicos” para que ninguém faça muitas perguntas e as pessoas vão embarcando… e todos os bancos vão emprestando para habitação a cinquenta anos, alguns sem seguro, que deveria ser obrigatório sempre. Acho que NUNCA poderia ser por cinquenta anos, as pessoas não têm de ser proprietárias de uma casa se não sabem onde ou se vão trabalhar no ano seguinte. As empresas e seus empréstimos? Não sei mesmo nada, essa é uma caixa negra que só anos depois é aberta, como o caso da CGD, nos tempos do nosso condecorado pela Ordem do Infante ex-primeiro ministro do PS, chamado Sócrates. Depois verifica-se que o crédito mal parado proveniente desses negócios esconsos é muito mais do que o crédito mal parado da habitação …  Tudo isto me mete nojo. Sobretudo por saber que tudo isto, normalmente denunciado pelos partidos à esquerda foi silenciado ou mesmo aprovado pela dita esquerda PS enquanto foi governo e depois, para injetar dinheiro na CGD e no Novo Banco PS, PCP, Bloco, todos concordaram quando aprovaram o orçamento. A esquerda desapareceu enquanto baluarte de um certa moralização da política, vemos, por todo o lado, os familiares de familiares da dita esquerda a abocanhar contratos e cargos. Isto mete-me nojo e tenho pena de não me rever na direita, onde se faz o mesmo, mas com mais comedimento ( por medo da esquerda descobrir). Não me revejo na direita em nenhum dos partidos que se apresentam às eleições. A social democracia desapareceu, não há em Portugal. O CDS é aquela coisa que nem é carne nem é peixe. Como se foram lembrar de propor o Mota Soares para eurodeputado? Eu lembro-me bem como ele destruiu todas as hipóteses de continuidade do governo de Passos Coelho , dada a insensibilidade social que revelou à frente do ministério dos assuntos sociais, deixando cidadãos cumpridores das leis a dormir na rua, por endividamento , por desemprego, por falta de apoios, deixando portugueses a revirar os contentores do lixo à procura de alimento. Digo portugueses, mas evidentemente acho que ninguém deveria estar nessa situação, nunca à procura de alimento, sei que certas pessoas procuram cobre e outras coisinhas nos contentores, mas isso é outra história. Não , tal é inadmissível com troika ou sem troika e foi isso que impossibilitou a maioria absoluta a Pedro Passos Coelho, não foi o esforço fiscal que continua brutal e ninguém deixa de votar PS que é quem está no governo , caso não saibam, e nada mudou nos escalões do IRS , nada mudou nas deduções, continuam os 23% de IVA na energia …… Acabou a taxa extraordinária? E acham mesmo que Pedro Passos Coelho não teria também acabado com ela, dado o crescimento e a conjuntura internacional favorável destes últimos anos? Se alguém pensa que o PSD perdeu votos por PPP ter participado na campanha desengane-se , acho mesmo que ganhou votos, ou seja perdeu menos … mas isso nunca conseguiremos provar, por isso nem vale a pena discutir. Mas deixo uma perguntinha: como acham que teria sido gerida por Crato a questão da contagem de tempo de serviço dos professores?


Ações

Informação

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.




%d bloggers like this: