Post anterior: pura coincidência, juro

20 08 2018

 Juro que não desejei a morte a nenhum dos que ganham com o eucalipto , a pasta de papel e o papel. Talvez uma indisposição… O que  desejei e desejo é que tomem consciência do mal que fazem a montante.  O  post  anterior é coincidência pura. O empresário falecido tem filhos. Espero que a ética consiga atravessar as camadas de capital acumulado. Difícil. Não preciso citar Cristo, ou talvez precise, pois a história de um rico  ser aceite no reino dos céus ser tão difícil como um “camelo” a passar por uma agulha contém um erro grosseiro de tradução, tratava-se de uma corda grossa a passar por um agulha e não de um camelo. No entanto, ninguém esqueceu a história do camelo, portanto talvez tenha sido um acaso feliz … Seja como for, o dito empresário estará a prestar contas a quem compete em última instância. Nem sabia o nome dele, sabia a marca do papel. Fiquei a saber o nome esta semana. Bem, também Cristo disse que o que parece impossível aos homens não é impossível para o Pai. Cá na terra, em seu abono, está o conflito com Salgado….  Nem sei do que  se tratou, ouvi na Tv. A má língua sobre os negócios sempre me agoniou e , no entanto, são  os jet-set da finança e da indústria e as suas tricas  que ditam o que acontece na economia. Infelizmente, assim é.

 

Adenda:

Do artigo da wikipédia sobre Queiroz Pereira (não me peçam, apesar de ter o curso de Economia, que explique o penúltimo parágrafo):

“[…]A 6 de novembro de 2009, foi agraciado com a Grã-Cruz da Ordem do Mérito Empresarial – Classe do Mérito Industrial.[5]

Em 2015 foi anunciado que a liderança executiva da Semapa seria assumida por João Castelo Branco, então diretor da McKinsey Ibérica. A mudança coincidiu com o lançamento, pela Semapa, de uma oferta pública de aquisição (OPA) sobre o seu próprio capital, oferecendo em troca ações da Portucel. Tratou-se assim, em rigor, de uma oferta pública de troca (OPT) feita às acções da Semapa que não são detidas pela Soldim, a holding familiar controlada pela família Queiroz Pereira. A Sodim controla, por sua vez, 54,5% da Semapa, empresa que detém 75,8% da Portucel[6].

Morreu a 18 de agosto de 2018, aos 69 anos de idade, após uma queda fatal no seu iate, em Ibiza.


Ações

Informação

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.




%d bloggers like this: