A fatura dos crimes ambientais

10 12 2017

Continuem a construir vivendas na duna (embora aquelas de São Pedro de Moel já sejam mais antigas, por assim dizer) e estradas em vias de água que vão no bom caminho. Continuem a devastar a floresta como fizeram também em São Pedro de Moel, que vão na via certa. Segue-se a Pedra do Ouro com as suas vivendas penduradas na arriba, na duna alta frente ao mar , arriba que só o pinhal e arbustos seguravam, pinhal e arbustos que deram lugar às vivendas num processo de licenciamento da Câmara de Alcobaça que me cheirou muito mal quando as vi construir e ainda cheira muito mal. Só espero que o dinheiro dos meus impostos não vá servir para reconstruir a estrada em São Pedro exatamente no mesmo sítio. Não deve haver alternativas para aquelas vivendas … Sabem que mais? vão a pé, recuem o quintal uns bons metros, comparticipem na consolidação (se possível) da duna onde construíram e vão preparando a evacuação da vivenda a prazo pois se é no sítio que penso aquilo só poderá piorar. São casas que em aluguer temporário rendem uma fortuna ( a Câmara da Marinha Grande sempre foi mais responsável no licenciamento de novas construções, por isso os preços dos terrenos urbanos e das rendas são muito elevados em São Pedro), podem bem fazer as obras!!! Pouco solidária? Desculpem mas estou fartinha de prever coisas que qualquer engenheireco podia prever. Quem ganhou com as casas em São Pedro que pague!!!!! O mesmo na Pedra do Ouro. O mesmo em relação ao eucaliptal ! Quem enriqueceu com o eucaliptal que pague as casas ardidas por culpa dos seus eucaliptos, pois outra floresta não arde assim. Outra floresta , está incorreto pois a talhadia de eucalipto não é uma floresta. É uma plantação , é uma indústria de produção de material lenhoso altamente lucrativo e altamente combustível . O mar de eucaliptos era um gigantesco paiol e resultou no que sabemos, com as vítimas mortais  que conhecemos!!!!

INSISTO: há que responsabilizar quem ganha com as construções irresponsáveis e não penalizar os contribuintes que pagam sempre tudo!!!!!! Há que responsabilizar os grandes proprietários de eucaliptal e as CELULOSES pelos prejuízos causados pela mono produção em regime de TALHADIA de eucalipto!!!!!!!! E mais acrescento que o Pinhal do Rei estava rodeado por terrenos particulares COM EUCALIPTOS . E foi assim que o pinhal ardeu em fogo de copa. Não tentem convencer-me de que foi só o mato, pois eu não acredito. O pinhal do rei , sem eucaliptos à volta ardia rasteiro como nos outros anos. Claro o dia 15 foi especial. Mas já houve outros assim. Dizem que foi uma queimada, mas se não fossem os eucaliptos não teria imediatamente pegado às copas!!!!!!!! Eu não estava lá mas conheço a Burinhosa onde começou o fogo!

Vai haver mais aluimentos de terras, a Natureza não esquece e há dias maus, com vítimas ou sem elas. A construção em linhas de água , a impermeabilização de áreas extensas não adequadas à construção têm consequências. Os fogos deste ano não são resultantes de queimadas ou incúria , antes da mão do imbecil que lá colocou o fogo criminoso há outro crime: o crime ambiental de se ter transformado o país no paiol referido. As terras não deslizam por azar ou por serem fenómenos cíclicos naturais. O fogo, os aluimentos são fenómenos naturais? Pois são mesmo : e digo mais , acontecem de certeza só não sabemos as datas e a hora.

São  os dias  e as horas em que a Natureza resolve apresentar a fatura à cobrança!!!!!!

Anúncios

Acções

Informação

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s




%d bloggers like this: