In memoriam

8 01 2017

Não, a outra composição de Elgar que ficou ligada à figura de Soares, por artes de marketing, não iria colocar aqui. Esta é mais adequada, porque nestes momentos, mesmo que a partida de Mário Soares não seja muito significativa para mim, pessoalmente (sobretudo depois da visitas a Évora e mais a presença nas iniciativas do animal feroz) há sempre aquele enigma da morte, da sua irreversibilidade e que a todos irá visitar…. que nos faz pensar e eventualmente aceitar como facto da vida.
Soares tinha menos um ano que meu pai, durou mais 10. Apesar da decadência da carne é sempre bom tê-los perto mais tempo, sempre queremos mais. Mas não foi um jovem que partiu, foi uma figura histórica de vida longa e cheia sobre a qual já correu e correrá muita tinta… No entanto, o lugar na História ninguém lho tira: mesmo com os erros variados que terá cometido, coisas houve que fez bem.

PS: Foi a música e a imagem que me levaram a escolher este tema, não propriamente Nimrod. No entanto, também isso dá que pensar, mas foi depois de escolher que me lembrei de ir rever na wiki quem foi Nimrod…

Anúncios

Acções

Information

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s




%d bloggers like this: