Post mais pessoal

3 08 2016

Já leram o outro? Havia erros de consistência. Já emendei, foi só a fúria de carregar no botão de publicar, costumo rever antes.

Hoje estou assim ,pois é, estou desde há um mês a fazer desmame parcial dos ansiolíticos a antidepresivos. Pois , pois já sei o que estão a concluir. Até os ouço a rir , os idiotas. Sabem é que somos todos resultado da química ou falta dela no nosso corpo. Todos. Por isso, vão ali comer um pastel de nata, os que não fumam nem bebem pois são de sangue limpinho. Pensam eles. Vão ingerir mais açucar ou hidratos de carbono sob outras formas. Vá vão comer chocolates (onde é que já li isto?). Pena eu não gostar muito de chocolate e com calor muito menos.

Mas esta falta ? de químicos parece ser inspiradora para escrever maluquices. Ou seja para escrever sobre frustrações. Pois hoje acho mesmo que deveria ter nascido homem. Quem limparia o mato seria eu. Quem podia ter filhos aos 50 ou 60 seria eu, pois haveria sempre alguém desejosa de ter filhos que me aturasse. Pois as mulheres são assim, nasceram para aturar maridos, companheiros e sempre que põem o pezinho na rua, ou na net , sobretudo sempre que comentam política ou futebol, recebem uns mimos dos machos que não concordem com elas, que se unem, qual matilha, para pôr no lugar a mulherzinha…

Teria ajudado o meu pai bem mais do que ajudei, se tivesse nascido homem. Até minha mãe eu poderia ter ajudado mais pois nesse caso ela deixaria que cuidasse dela, dada a preferência manifesta que tinha pelo filho homem. Não vou falar de meu irmão, uma pessoa que não sei se está viva ou morta e qualquer dia não me interessa mesmo saber. Qualquer dia, não, já é assim. Magoa esta ideia de perder um irmão mas não vou perder duas vezes. Já aconteceu. Tchau.

Se queria ter tido filhos? Acho que sim, mas com condições de estabilidade que nunca aconteceram. Deve ser o destino. Pelo menos teria autoridade para falar da educação de filhos, desta forma, dirão sempre “mas isso é fácil dizer não tens filhos”, como me aconteceu há anos, num Conselho Pegajoso, perdão, pedagógico… Claro que entendem que não teria filhos para ter autoridade nos conselhos pegajosos, entenderam ou não? Faço um desenho? Ou tenho de explicar tudinho, todas as razões que podem fazer uma pessoa ter desejado ter filhos?…

Hoje é dia de catarse de frustrações. Não é culinária, lamento , mas tenho mais que fazer do que inventar novos pratos, embora seja o que está a dar, é muito “in”. E apetece-me desabafar. E apetece-me estar-me nas tintas para o acordo ortográfico e a gramática. Por isso nem vou reler. Corrijam vocês é um bom exercício.


Ações

Information

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s




%d bloggers like this: