Mea culpa

23 12 2015

Como estou excomungada e a confissão me foi negada na Igreja Católica por estar em união de facto, faço-o genericamente aqui, como na missa:
Confesso a Deus todo poderoso e a vós irmãos que pequei muitas vezes por pensamentos, palavras, actos e omissões. Por minha culpa , minha tão grande culpa.

Durante anos durante o período pós reforma, sonhei com alunos, situações de aula, quase todos bons sonhos. Sonhei também com os alunos que não tive, por me ter reformado. Foram sonhos , não pesadelos, alunos novos, como sempre, em Setembro. Mas nunca os tive , não conhecia as caras e todos tinham cara no meu sonho. Ter saído para a reforma antecipada com penalização na pensão não foi um ato de heroísmo. Não foi. Estava doente, claro, mas… e se continuasse mesmo com depressão como tantos estão neste momento a fazer? Não tenho resposta. Aqui fica. Claro que sabia que ninguém iria morrer pela minha omissão (alguns terão ficado até melhor, por eu não estar no meu posto ….), tinha a certeza de que não havia risco de vida para ninguém ( ou quase a certeza, pois nunca posso negar a influência das asas da borboleta nas tempestades no outro lado do planeta)

Anúncios

Acções

Information

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s




%d bloggers like this: