Esclarecimento ao post semi privado de dia 7 de Dezembro de 2015

9 12 2015

O testemunho que deixei nesse dia é mesmo para ficar on line. A parte relativa aos factos passados nas escolas que não nomeei mas que são fáceis de identificar, é para ser considerada como casos significativos de uma situação da educação em geral e não para criticar pessoas, cada um encontra as soluções que lhe são mais adequadas para sobreviver a condições que direi adversas. Acrescento que, relativamente aos factos relatados com os alunos, nem lhes quero mal (embora calcule que achem que conseguiram mandar-me para a reforma, que lhes faça bom proveito, um dia virá em que pensarão de outra forma…), tenho consciência de que se tivesse então menos 10 anos , mesmo com alguns sintomas de depressão , que conseguiria dar-lhes a volta, que tentaria pressionar no sentido de que o conselho de turma fosse mais atuante, não no sentido repressivo, mas apertando também com a disciplina. É aí que uma idade caminhando para os sessenta, um quadro depressivo e circunstâncias privadas adversas ( doença e morte de familiares) podem impossibilitar a resistência de uma professora como eu, com uma carreira limpinha de atestados (até ao consulado Sócrates). Considero-me como profissional competente e responsável. Como sou suficientemente inteligente para me auto-avaliar não me considero excelente, conheço professores que o são, por isso sei comparar. Normalmente esses professores excelentes não se consideram como tal e não gostam de julgar ou avaliar os outros professores, infelizmente é assim e é pena, pois deveriam ser eles a fazer a avaliação. Acrescento ainda, que na última escola, tinha mais duas turmas, uma com alunos muito bons e ambas com alunos que, na sua maioria, eram interessados nas aulas e participativos. Os fins de semana passava-os a trabalhar para o profissional e não para eles, não sobrava tempo. Isto passa-se com muitos professores que têm vocacionais, profissionais ou que lhe quiserem chamar e ao mesmo tempo têm turmas do ensino dito regular. Será isto boa alocação de recursos humanos e horas de trabalho? Fica o desafio , quanto à resposta, para os especialistas em ciências da educação.
O que não suporto é o paternalismo daqueles (que tenho a certeza que comentaram na altura ou mesmo quando leram o meu post) que acham que a culpa não é nunca dos alunos, coitadinhos , ” ela até vinha de uma baixa prolongada” , teve recaída. Pois é , estava com depressão que tentei recuperar voltando a trabalhar. Recusei qualquer tentativa de conseguir a reforma por incapacidade. Tenham santa paciência, mas incapazes foram os nossos governantes do consulado daquela pessoa que indicia o suficiente para ter um processo por corrupção e que se se preocupou com o betão mais do que com a qualificação efectiva das pessoas, qualificação que estava a ser feita de forma razoável na escola pública e que destruiu criando um aborto chamado “Novas Oportunidades” … e que nutria , juntamente com a sua testa de ferro Maria de Lurdes, um ódio de estimação aos professores, tendo posto de pantanas a escola pública, enquanto a propaganda à Goebbles se encarregava de que, na opinião pública, ficasse a ideia de que ele “andava a pôr os professores na ordem”!!!! A culpa não é, de facto , dos alunos (embora devam ser responsabilizados pelas suas ações, isso faz parte da educação), a culpa fundamental é de quem impôs às escolas a adulteração dos objectivos do ensino vocacional e profissional, impondo um facilitismo patético, para não dizer criminoso, pois dar aos alunos, de mão beijada, os cursos com equivalência ao 12º ano é uma prenda envenenada.
Tudo isto que aqui digo a respeito do consulado Sócrates é verdade ou não , senhores comentadores que de tudo sabem e até sabem diagnosticar depressões de colegas, apesar de não serem competentes para isso? Ou já se esqueceram dos anos de 2007 e 2008? Esqueceram-se da manif de 8 de Março de 2008? Analisaram-na quanto ao número e características sociológicas dos participantes ? Esqueceram tudo, acham que Passos Coelho foi pior? Então estamos conversados. Sejam felizes!


Ações

Information

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s




%d bloggers like this: