Cante alentejano não grisalho

11 10 2015

Ora cá está. Aprenderam bem as bases do “cante alentejano” e são JOVENS!!!! Renovam, nalgumas modas aceleram o tempo.  Eu que sou conservadora e ouvi pela primeira vez este canto no Baixo Alentejo há 40 anos , prefiro o tempo lento “de outrora” , pelo menos era o do Baixo Alentejo. Foi também uma época  em que isto que está no vídeo acontecia espontaneamente na taberna…um começava e todos continuavam… E nós, professores, sobretudo professoras , fomos sendo toleradas por sermos da “cidade” ou de “Lisboa” como diziam, desde que estivessemos numa mesinha lá mais ao fundo. Claro que a mesma tolerância não existia em relação às mulheres e às filhas que nunca poderiam entrar na taberna, mas essa é outra história. Foi giro quando , uma vez, uma colega nossa, “cubana ” de gema, se ouviu nessa mesa dos fundos, cantando….. o fado, mas também as modas do alentejo, bela voz que ela tinha (ou tem, não sei que nunca mais a vi, seguimos caminhos diferentes, como acontece a todos os profs…). Tinhamos vinte e poucos anos …


Ações

Information

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s




%d bloggers like this: