Mais uma morte evitável no combate ao fogo e de novo a voz de meu pai

23 08 2013

Mais uma morte no combate aos fogos. Vi as imagens ontem, imagens que nem a privacidade das pessoas respeitam (mas essa é outra questão). Nas imagens que vi reparei que havia eucaliptos ,disseram que era “zona florestal”. Meu falecido pai , Cecílio Gomes da Silva, que os leitores do blogue já vão conhecendo, engenheiro florestal, que conhecia o país na sua orologia (esta palavra o google desconhece mas é a ciência que estuda as montanhas) e respectivo povoamento florestal como a palma da sua mão, sobretudo a parte do país que agora é moda chamar “Portugal profundo”, conhecia de cor, não por andar em passeatas todo o terreno mas por ter passado uma vida a demarcar as matas do Estado e Baldios, de jipe por caminhos pedregosos, estradas florestais, para andar depois a pé muitos quilómetros com os homens que com ele penetravam na floresta de então que era bem mais densa e extensa. Nesse tempo a chamada “limpeza” não era mote e alibi e fazia-se naturalmente nos pinhais mais próximos das povoações, pois o povo precisava de ramos caídos e pinhas e algum mato, mas esta é também outra questão… Mas não era isso que impedia que houvesse fogos, sempre os houve sendo a motivação principal a ganância e, então como agora, era residual o fogo por vingança ou piromania. Quanto aos baldios, meu pai sempre defendeu que ao povo deviam pertencer e por ele deviam ser geridos… e não está feito o estudo estatístico de quais ardem mais , se aqueles cuja gestão pertence ao povo, organizado em comissões, se os que são geridos pelas autarquias ou Estado…
Quanto aos eucaliptos, meu pai sempre recusou chamar floresta aos eucaliptais em Portugal (num dos muitos artigos que escreveu sobre eucaliptos e sobre fogos disse que o nome do país deveria mudar para “Portucaliptal”), dizia que “só na Austrália é que há florestas de eucaliptos e também lá há coalas”, acrescentava, sempre pronto a brincar com as palavras e metáforas, com mais ou menos sarcasmo, consoante a gravidade do assunto comentado: o nome técnico dos nossos eucaliptais é TALHADIA DE EUCALIPTO, chamava-lhes fábricas de produção de material lenhoso que engordam os lucros das celuloses e chupam ao terreno toda a água e toda a escassa fertilidade ao fim de algumas colheitas …
E foi para salvar os lucros das celuloses que morreu uma jovem de 22 anos? A morte nunca faz sentido eu sei, mas há algumas que nos revoltam as entranhas, só havia eucaliptos , talvez algum pinhal também, nem uma casa em perigo, por que razão se arriscou a vida dos combatentes do fogo? Por incompetência? Não atirem as culpas ao vento, ele sempre andará a dançar num fogo que está a ser combatido, arrefecendo de um lado e aquecendo de outro. NÃO SE ARRISCA! Quando não há casas habitadas, vidas em perigo, DEIXEM ARDER OS LUCROS DAS CELULOSES E POUPEM A VIDA DOS SOLDADOS DA PAZ!!!!!!!!!!!

Jovens que amam a floresta e que querem a ela dedicar estudos e vida, leiam os artigos de meu pai e de outros poucos que, como ele defendiam e/ou defendem as mesmas ideias, desenvolvam-nas e apliquem-nas e NÃO SE VENDAM às celuloses!

PS: o pormenor de ser um pinhal ou eucaliptal o sítio onde morreu a jovem bombeira é irrelevante para a tese acima defendida. AS celuloses trituram tudo, jáhá uns tempos que, nos terrenos arrendados ou vendidos pelos proprietários às celuloses, procede-se da mesma forma, talhadia de pinheiro, o que é preciso é dinheiro em caixa rápido. Ainda outro pormenor, este relevante, o eucalipto e o pinhal regeneram espontaneamente. O eucalipto até regenera ordeiramente junto à raiz da mãe ardida, não é preciso fazer nada. A rega, essa é feita pelos bombeiros, portanto tudo a correr bem… para as celuloses. É só esperar um bocadinho mas sai mais barato do que adubar, quando a produção já é reduzida ou difícil de colher. Depois do fogo, fica tudo limpinho e os eucaliptos crescem na boa… com o pinhal há só que desbastar pois a explosão das pinhas (mais a rega dos helicópteros) faz brotar pinheiros por todo o cm2…


Ações

Information

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s




%d bloggers like this: