Preocupações e alegrias… quando se faz um “pequeno” investimento

16 06 2013

Derrapagem orçamental aqui nas obras… enfim, por administração directa , deve ser culpa minha. Trata-se de uma reconstrução de antiga habitação de antepassados rurais nem pobres nem ricos, habituados a dormir com telhado em telha vã, ou seja sem forro, a cozinhar sem chaminé ,pela mesma razão (o fumo saía pelas telhas), sem casa de banho, quartos em terra batida, um soalho por cima do curral para receberem o calor dos animais, ventilação era mais que suficiente para aguentarem os cheiros. Foi usada nas gerações seguintes como arrecadação. Entretanto foi-me doada em vida e já ameaçava ruína. As duas paredes que aguentavam o telhado da arrecadação maior foram reforçadas por um cabo que meu pai colocou. Assim que tiraram o telhado e o gancho , tudo isto à mistura com chuva, as duas paredes ruiram. Casa beirã característica, cada quarto tinha porta para a rua e uma janelinha pequenina, quando tinha. Uma varanda com escada e telheiro. Claro que não se pode ter tudo, por isso fazer uma casa com conforto escadas interiores, mantendo a cantaria, ou seja o xisto alternado com pedras de quartzite, resultou num aspecto totalmente diferente, mas respeitando a cantaria. De facto, foi mais a construção de um castelo . As paredes são obras de arte, as chaminhés são obras de escultura, com as pedrinhas pequeninas até cima.
Janelas de madeira de vidro duplo…
Enfim , isto dá gosto ver, agora. Ainda não colocaram todas as telhas no telhado, uma vez que os ondulados com isolante fizeram de telhado durante a chuva.Quanto estiver pronta fotografo com o antes e o depois.
Claro que se perdeu em características da casa antiga beirã de agricultores modestos. Agora, como diz a minha irmã, iniciou-se um novo ciclo. E assim é , cada geração deve acrescentar algo de novo, não podemos ficar amarrados ao passado. Havia adega mas não em pedra , tudo em cimento. Por isso transformou-se em cozinha. E a casa vai ter três chaminés, duas em pedra e uma infelizmente em inox, a do exaustor da ilha da cozinha, a madeira dos tectos não suportaria construção em pedra. Porquê ilha? Imposição ergonómica🙂, pois as paredes têm 90cm de espessura, não posso colocar bancadas junto às janelas, teria que fazer escalada para conseguir fechar as janelas e portadas.
Quanto à derrapagem, domina as minhas preocupações, mas não me vou alongar sobre isso, por agora. Algumas coisas vão ter de ser adiadas, como a vedação e arranjos exteriores ou fazemos nós.
Apoios para turismo em espaço rural? Zero. Apoios para reservação de património? Zero.


Ações

Information

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s




%d bloggers like this: