A “Choldra”?

9 02 2011

P. Guinote divulga resultados do projecto “FAROL” . Eu desconhecia a existência de tal projecto. Parece ser útil, independentemente das interpretações. Os números falam por si e, neste caso, não me parece ter havido qualquer manipulação.

Quem olhe para o gráfico com os resultados estatísticos, verifica a esmagadora mancha avermelhada da lusitana maniaco-depressiva desconfiança em tudo e todos. Tal como um dos comentadores desse post, não me parece nada consolador a escassa maioria dos que confiam no sistema educativo.

No relatório pode ler-se:

 

 Infelizmente, este negativismo parece ser algo estrutural, deve fazer parte da nossa identidade. Ninguém confia nem mesmo na sociedade, aquela abstracção que inclui o respondente. A avaliação negativa do que somos ( enquanto grupo aglutinado por uma língua e concentrado na língua litoral, especialmente nos dois polos Lisboa/Porto) mostra aquilo que já sabiamos (José Gil e outros). O que é grave já que revela claramente a impossibilidade a curto prazo de encontrar uma plataforma amplamente apoiada pela população em torno de um governo e/ou projecto de solução dos problemas do país.

Anúncios