Contas externas da União Europeia em 2009

15 01 2011

Current account, balance by components, 2009 (1) (% of GDP)

 Fonte : Eurostat

Anúncios




Reflexões a propósito de uma entrevista a Boaventura Sousa Santos

15 01 2011

Vou deixar aqui algumas reflexões a partir da entrevista do jornal i a Boaventura Sousa Santos. Não vou comentar directamente a entrevista , não tenho autoridade académica para o fazer, vou apenas registar algumas interrogações a propósito dos temas tratados e de algumas das afirmações do Professor.

São mesmo interrogações, tenho apenas hipóteses de resposta, mas não fiz investigação suficiente para as defender; mesmo que não tenham ponto de interrogação, devem ser encaradas também como isso mesmo, hipóteses.
Começo por repetir o que já disse em post anterior a propósito dos “mercados” internacionais. 

defesa  da necessidade de regulação internacional do funcionamento dos mercados financeiros é claramente urgente e constitui um dos pontos em que estou de acordo total com as afirmações de B.S. Santos. Aposto que poucos sabem o que são Credit Default Swaps  que são mencionados pelo Professor. Eu não sabia, como não sei muitos outros nomes de “produtos” (?) muito inteligentes e que soam bem, inventados pelos “engenheiros” da finança, ou pelos “mercados” que é a forma actual de nomear os pós-modernos (?) vendedores da banha da cobra…. B. S. Santos também se lhes refere como “mercados” mas vai mais longe do que Kruger (que os considera um grupo de meninos bem vestidos consumidores de cocaína e de álcool): o professor chama-os criminosos, autores de “crimes contra a humanidade”. Não podia estar mais de acordo. Já muitos deveriam estar a responder em Haia.

Passarei agora às interrogações ou perplexidades:

_ Será mesmo um facto que Portugal estava melhor do que Grécia , Irlanda e Espanha?
_ Não tivemos bolha imobiliária? Quantos lixos tóxicos no sistema bancário ainda não foram contabilizados, pois que dá a ideia que os lixos declarados se referem a investimentos em fundos norte americanos (que são fraudulentos mas internacionalizados) . E o nosso crédito “mal parado”? Nunca foi titularizado e vendido? Portugal talvez seja conservador, mas está a chegar a posições executivas dos bancos gente muito nova, sem experiência de vida, chicos espertos da finança. Não fizeram hedge funds portugueses por não ter sido possível vendê-los internacionalmente. Agora nos ditos mercados internacionais, quase que jurava que os especuladores não são só estrangeiros. Gente com informação interna de empresas e bancos não anda a especular nas bolsas??? Foi só no BPN que aconteceram as fraudes? Não há lixo tóxico nos outros bancos, mesmo na Caixa Geral de Depósitos? Não andou e anda ainda  a comprar lixos tóxicos do BPN com o dinheiro dos contribuintes?
_ Será que os que dizem que Portugal estava bem , estão a ser “responsáveis”, defendendo o país , só porque é o nosso e está a ser alvo de especulação agressiva na venda da dívida dita soberana titularizada? Os que dizem que estava mal e agora está pior serão trauliteiros com boas reformas?
_ Há já demasiado tempo que o sistema financeiro tem servido para enriquecer muitos miúdos e graúdos que jogam na área virtual, comprando e vendendo títulos sem conteúdo que já vinham a ser inventados desde a ENRON que, como sabemos, trabalhava com a prestigiada agência de rating ArthurAndersen; ambas desapareceram, mas as pessoas que lá trabalhavam tanto na área financeira da Enron como na Andersen onde estarão agora? Depois de rebentar a chamada bolha mais recente , a imobiliária , nos EUA,  e a crise ter sido oficialmente declarada como grave, algumas cabeças rolaram, algumas prisões foram feitas (poucas, demasiado poucas) , Greenspan caiu do pedestal, mas tudo continuou de pé com a ajuda dos Estados nacionais que vão sendo submetidos à lógica da finança num processo que é definido por B.S.Santos como uma “nacionalização  dos Estados  pelos bancos”.

Bancos mais conservadores restringem agora o crédito, mas nem Merkel consegue manter a euribor alta. O euro está dopado? Não me parece, está a aguentar-se graças à Alemanha, que não está no paraíso, tem uma dívida para pagar, só que a pagará a juros baixos dada a sua balança externa positiva. Consegue vender grandes projectos às economias emergentes, possivelmente repartindo os dividendos , por subcontratação de fabrico de componentes, com as  empresas de economias periféricas como a nossa.
Por que é um bom negócio só para a Alemanha, o euro forte?
_Obama nomeia para conselheiro financeiro pessoa que conhece Wallstreet? E isso não é precisamente uma boa nomeação? Obama não tem que ser génio financeiro para ser presidente dos EUA? Eu diria que sim. Não conheço Geithner, dou-lhe o benefício da dúvida, ou seja, não tem necessariamente que ser um homem vendido ao sistema financeiro fraudulento e especulativo. Pode até ter feito das suas, acredito, mas precisamente por isso é que ele é necessário para aconselhar. Como disse, não tenho dados, talvez haja por aí mais wikileaks sobre o assunto, seria interessante saber.
_Por que não se regula internacionalmente o sistema financeiro? Não foi precisamente para isso que foi fundado o FMI? Esta instituição tem fama de defender receitas neoliberais, por isso se pensa que estará ao serviço da alta finança internacional. Para isso não ser assim, reforme-se o FMI, mas terá também que haver experiências não neoliberais que tenham feito países sair da crise e crescer…. Temos o Brasil que há que estudar, que passou também por experiências com o FMI subjectivamente sofridas pelos Brasileiros como humilhantes. Como foi que o Brasil fez? Que estratégia seguiu? É sustentável a sua situação de credor e o seu crescimento? A Argentina não pagou a dívida, só um terço . E não seguiu políticas neoliberais?
Se o Brasil de Lula seguiu uma estratégia de sucesso, então é de imitá-la tanto quanto possível, omitindo a parte da compra de deputados, que isso dá mau aspecto… Por que razão ninguém fala do Brasil como aqui há uns tempos se falava da Irlanda como uma experiência de elevadíssimo sucesso que deveríamos imitar? Será por acharmos que se o Brasil manda muitos emigrantes rumo a Portugal ou Europa, as coisas não estarão assim tão bem? E aqui estamos melhor? Não será antes porque há um diferencial cambial e esses imigrantes a trabalhar no nosso país podem mandar para casa uns euros que valem mais reais do que se lá estivessem?
_ O que é o neoliberalismo? Um grupo de pessoas ou uma política económica? Sócrates não é neoliberal? Só porque afirma que está a defender o Estado Providência? Ele não está a preparar o caminho para privatizar tudo??? Só o FMI ou o PSD é que vão privatizar tudo?
Resumindo e insistindo no Brasil:
Se a experiência de sucesso do Brasil foi um facto, então por que se não defende claramente uma estratégia semelhante? Por não termos petróleo? Por não termos um LULA DA SILVA? Por já não termos possibilidade de usar a política cambial ou monetária? Não será porque teremos que comparar o Brasil com a União Europeia e não com uma pequena economia como é a nossa?