O que é a ADSE

26 05 2010

Alguém pergunta no motor de busca o que é a ADSE . A sigla vem do nome já muito desactualizado associado à sua origem histórica: “Assistência na Doença aos Servidores do Estado”. Comparticipa nas consultas com cerca de 1/3 ou muito menos menos conforme for clínica geral ou especialista. Paga as contas no hospital público. Nos hospitais públicos é perguntado à pessoa antes de ser atendida: cartão de utente do SNS ou ADSE? Se a pessoa não tem nenhum deles, a pergunta já vem à americana: seguro privado? Não sei o que fazem aos que também isso não têm como imigrantes ilegais. Acho que os tratam ainda….mas a ver vamos. A ADSE comparticipa com alguma percentagem nos medicamentos com receita médica. Só podemos apresentar as despesas se o médico tem convenção com a ADSE. Nalguns casos, nas clínicas privadas com convenção da ADSE, só se paga a taxa moderadora. É um subsistema que tem a enorme vantagem de podermos escolher o médico. Mas temos que pagar: pagamos à A.D.S.E. todos os meses mais a parte não comparticipada de todas as outras despesas médicas, à escepção das hospitalares, como todos os utentes do SNS não pagam, só desembolsam a taxa moderadora. Só têm direito à A.D.S.E. os “servidores do Estado” com vínculo. No “meu tempo” todos tinham ADSE fossem efectivos ou contratados (os provisórios como então se chamava). Cheira-me que este subsistema está na calha para desaparecer e ser engolido pelo regime geral. Espero que seja só cheiro imaginário, pois ando um pouco paranóica com filmes de terror a passarem na minha  cabeça antes de serem estreados nos cinemas ao pé de si, caro leitor. O modelo deveria ser exemplo para uma reforma do sistema de saúde. Os seguros privados têm a sua lista de médicos avençados, coartando a escolha do utente. Acho que quem ganha mais deveria sempre pagar um seguro com pacotes de coberturas variados, mas com um básico obrigatório. Acho que todos devederiam ter o direito de escolher o seu médico. A ADSE é uma espécie de seguro, só que como as contribuições dos funcionários públicos ficam logo no orçamento embora devessem (e espero que assim seja) ser consignadas apenas aos custos a que dizem respeito, as pessoas têm a ideia que é “O CONTRIBUINTE” que paga. Não, não é o contribuinte, ou por outra, são os contribuintes funcionários públicos que descontam no salário que corresponde ao trabalho desempenhado nos serviços públicos e que neste país calculo serem a maioria dos empregados dos serviços. Os bancos tinham um óptimo subsistema de saúde, não sei se já foi engolido. As Forças Armadas, também , com hospitais próprios e bem apetrechados. Não me cheira que tenham perdido essa regalia, uma  vez que  … a sua força negocial apesar de por lei não existir, pois nem sindicatos podem ter, virá de outras circunstâncias que se adivinham. A ADSE é um sistema caro para o funcionário, só atenuado pelo facto de podermos colocar a parte não comparticipada para dedução no IRS, aliás como todos os outros cidadãos contribuintes.

Anúncios

Acções

Information

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s




%d bloggers like this: