RTP on line(2009): Ricardo Salgado na grande entrevista

6 02 2009
AVISO DE ACTUALIZAÇÃO a 4 de Maioo de 2013
 
Este post é antigo de 2009, embora ainda actual, infelizmente, nas previsões que fiz. Ricardo Salgado, entretanto, revelou-se ser o que é, sabemos como esteve no meio das negociatas sempre protegidas pela cobertura estatal seja por mão do PS ou agora, do PSD.  E o povo está na miséria, o desemprego anda a rondar os 20% ou mais , pois as estatísticas não incluem os trabalhadores dos recibos verdes que têm visto vedada a inscrição  nos centros de emprego. Os bancos estão bem , distribuem dividendos, não pagam o que devem, encobrem-se uns aos outros , fazem swaps e outras negociatas… e tudo vai bem , pois o risco deles está socializado, é pago pelos contribuintes, os lucros continuam privados. Esta economia é nova não está na teoria neoliberal, nenhum teórico liberal ou neoliberal alguma vez defendeu esta protecção a bancos (ou quaisquer outras empresas em falência) que não têm gestores capazes de fazer o que os bancos tradicionalmente faziam no tempo em que a escola neoliberal se desenvolveu. Ou seja, num tempo em que os bancos deixaram de ser bancos para serem coutadas protegidas pelo suor e sangue dos contribuintes não é possível sacar de teorias neoliberais que o justifiquem, têm de inventar outras!!!!!

O banqueiro caracterizou a crise como “uma tempestade perfeita” que “já está a produzir efeitos desde meados de 2007, mas que ainda não se sabe exactamente quando vai terminar”.

Carlos Santos Neves, RTP

2009-02-06 14:46:39

Link para o vídeo da Grande Entrevista (em resumo)

Explicações algo técnicas mas claras, interrompidas por Judite de Sousa, talvez por imaginar que a audiência estaria cabeceando no sofá. Não a minha mãe que, com 81 anos, continua muito interessada em programas deste tipo. E concordo com a  observação que ela fez há uns tempos sobre a postura e fisionomia do banqueiro: ” este homem é inexpressivo”. Realmente,  a minha mãe tem razão, Ricardo Salgado tem uma máscara sem expressão. Invejável auto-controle. Não dá para adivinhar nada , nem uma emoção, nem uma dúvida, uma hesitação. Ricardo Salgado é um autêntico robot. Será genético ou de educação?

Além das explicações e optimismo, o presidente do BES está muito contente com o governo. Só elogios. Será que aderiu ao PS? Claro que só poderá ser a manifestação de opinião desinteressada, portanto muito objectiva, claro está.

Concordo com algo que disse em relação ao futuro: terá que haver consenso em torno da superação da crise.

Entre partidos?

Pois , não disse como. Mas Deus nos livre de um consenso de bloco central. Tal “consenso”, a meu ver, não seria um consenso mas antes a melhor forma de agravar a fractura social e “sair da crise” à custa da miséria acrescida, da precarização do trabalho, da livre contratação à semana, em suma, da receita neoliberal para o desemprego: diminui o desemprego e aumenta a probreza. É a economia dos novos pobres. Já sabíamos quem vai pagar a crise. Achamos é que são sempre os outros…

Anúncios

Acções

Information

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s




%d bloggers like this: